Você está aqui: Página Inicial > Notícias > União destina área para moradia em Porto Alegre (RS)

União destina área para moradia em Porto Alegre (RS)

publicado:  25/05/2006 06h00, última modificação:  02/06/2015 16h21

Brasília, 25/5/2006 - A secretária Nacional do Patrimônio da União, Alexandra Reschke, do Ministério do Planejamento, entrega nesta sexta-feira (26) ao município de Porto Alegre (RS), uma área pertencente à União na Zona Norte da capital gaúcha para assentamento de 180 famílias carentes. O ato será formalizado com a presença do prefeito José Fogaça..

A área liberada pelo Ministério do Planejamento sob o Regime de Aforamento Gratuito atende a demanda da população porto-alegrense, com o envolvimento de entidades sociais, iniciativa privada e a parceria de órgãos municipais e federais.

Cerca de 720 pessoas de uma comunidade de catadores de lixo serão beneficiadas diretamente. Os contemplados com a política de inclusão social são os atuais ocupantes irregulares de terrenos do Centro Administrativo Federal. A área denominada Vila Chocolatão é cercada de prédios públicos e está localizada em pleno centro da capital gaúcha. Nesse local, as famílias vivem sob condições de vida precária e insalubre. Além disso, o lugar é considerado uma das mais violentos da cidade. No aglomerado de casebres, os moradores convivem com assaltantes e traficantes de drogas.

Os moradores da Vila Chocolatão serão assentados em um terreno de 14.144,43 m2, localizado na Avenida Ernesto Neugebauer/ Bairro Humaitá. No novo local está prevista a construção de moradias, creche e um galpão de reciclagem. A Prefeitura de Porto Alegre tem o prazo de um ano para iniciar a implantação do projeto habitacional e de quatro anos para a sua conclusão.