Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Spoa libera para visitantes acesso à internet sem fio

Spoa libera para visitantes acesso à internet sem fio

publicado:  12/08/2008 18h57, última modificação:  02/06/2015 16h21

Brasília, 12/8/2008 – Após oito meses de interrupção dos serviços, a rede sem fio para visitantes nos blocos C e K do Ministério do Planejamento (MP) volta a funcionar. Desde o dia 8 é possível ter acesso à internet por meio da rede, após o preenchimento de um pequeno cadastro.

A remodelagem do sistema, que corrigiu falhas na segurança, foi desenvolvida pela Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação (CGTI/Spoa) em parceria com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). Em dezembro de 2007, a CGTI decidiu suspender temporariamente o sinal da rede sem fio para visitantes até que algumas falhas relacionadas ao acesso fossem corrigidas. Essas falhas permitiam acesso irrestrito à internet, sem nenhum tipo de filtro de conteúdo, utilizando-se a rede do MP.

A chefe da Coordenação de Suporte Técnico da CGTI/Spoa, Marcela Formighieri, explica porque o acesso foi bloqueado: “como não tínhamos algumas ferramentas de segurança, qualquer computador que detectasse a rede do MP conseguia fazer a conexão. Soubemos de casos de conexões realizadas no estacionamento e até mesmo em prédios próximos ao do MP.

De acordo com a CGTI, a partir de agora o acesso poderá ser liberado por meio do preenchimento de um cadastro contendo nome completo, CPF, telefone, número de identificação da placa wireless do computador, dentre alguns outros dados do visitante. A ficha, que estará disponível na Intranet, deve ser preenchida, assinada e encaminhada à CGTI. O acesso poderá ser liberado em até duas horas após a entrega do cadastro.

“Muitas pessoas solicitaram o acesso à rede sem fio visitante porque sabem que antes não havia controle dos acessos. Mas, agora, o acesso dos visitantes passa pelos mesmos filtros de conteúdos que os usuários do MP. Os acesso indevidos não serão permitidos, enfatiza a chefe do Suporte Técnico.

Marcela Formighieri ressalta ainda que o visitante terá disponível apenas o uso da internet, não sendo possível acessar a Intranet e nem visualizar, abrir ou alterar arquivos contidos na rede do MP. O acesso também será liberado por prazo previamente determinado, estabelecido na ficha de cadastro.

Segundo a CGTI, é exigido que o computador utilizado pelo visitante contenha todos os softwares originais e devidamente licenciados, além de possuir programa antivírus.