Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Representantes do Fonplata aprovam compromissos com a integração de Plano Estratégico

Notícias

Representantes do Fonplata aprovam compromissos com a integração de Plano Estratégico

Evento reuniu, em Buenos Aires​, governadores da Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai e Uruguai
publicado:  29/08/2017 18h56, última modificação:  29/08/2017 18h56
O secretário de Assuntos Internacionais do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (Seain/MP), Jorge Arbache, participou, nessa segunda-feira (28), da Assembleia de Governadores do Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata).  O evento reuniu, em Buenos Aires/Argentina, representantes de diversos países para discutir e aprovar as demonstrações financeiras do Fundo e do Plano Estratégico Institucional (PEI) 2018-2022.
 
Arbache ressaltou que "a assembleia serviu para debater a possibilidade de abertura para novos membros, incluindo países como Colômbia e Peru, que poderão colaborar, não só com a capacidade financeira e ações do Fundo, mas também com a dissipação dos riscos, já que, atualmente, os poucos países assumem essa condição.  Outro ponto importante é a possibilidade do Fonplata começar a ter um grau de descentralização, de operar com mais presença nos países, pois não era uma ação convencional".  


Foto: Divulgação Fonplata
 
​O PEI constitui um mecanismo de acompanhamento e avaliação institucional de médio prazo, fundamental para o trabalho desenvolvido no âmbito da Diretoria Executiva. O primeiro Plano, ainda vigente, foi aprovado para o período 2013-2022. Tendo em vista que os objetivos e metas propostos nesse Plano já foram alcançados, foi considerada a submissão de um novo plano estratégico, para um período de cinco anos (2018-2022).
 
Os principais objetivos estratégicos do novo Plano são: assegurar a relevância do Fonplata como entidade de financiamento para a integração e desenvolvimento regional; estreitar o diálogo com os países membros para antecipar as potenciais necessidades de financiamento; e adaptar a estrutura organizacional de forma a preservar a agilidade e o baixo custo transacional.
 
Criado em 1974, o Fundo atua em projetos de integração, de recuperação de áreas degradadas e de melhorias da infraestrutura que beneficiem as regiões banhadas pela Bacia do Prata. Desde a sua reestruturação em 2012, Fonplata aumentou o seu capital de pouco menos de US$ 500 milhões para mais de USD3000 milhões, as reservas cresceram 86% e o saldo de empréstimos a receber aumentou 2,4 vezes. Também durante este período, foram aprovados mais projetos que ao longo da história desde a fundação da instituição em 1974.
 
O encontro, também, foi cenário para assinatura de contrato de empréstimo para a melhoria do projeto das estradas e pontes na região leste​ do Paraguai, cerca de US$ 42,9 milhões. Já com o Banco de Investimento e Comércio Exterior foi assinado o acordo de cooperação e intercâmbio para apoiar o cumprimento das missões.

Os projetos do Fonplata na Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai e Uruguai estão concentrados na construção e manutenção de estradas, portos e aeroportos, o desenvolvimento nas zonas fronteiriças, infraestrutura urbana e apoio ao desenvolvimento rural, entre outros.
Participaram do Conselho de Governadores os ministros Ministro das Finanças da Argentina, Luis Caputo; do Planejamento da Bolívia, Mariana Prado; Hacienda de Paraguai, Lea Giménez; das Finanças do Uruguai, Danilo Astori e o e o secretário-adjunto da Seain, Carlos Lampert, na condição de Diretor Executivo.