Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Planejamento reduziu consumo de água e luz em mais de 20% nos últimos anos

Planejamento reduziu consumo de água e luz em mais de 20% nos últimos anos

publicado:  23/02/2015 14h37, última modificação:  02/06/2015 19h22

Ações como troca das torneiras e desligamento do ar condicionado fora do horário de pico garantiram a economia

O Ministério do Planejamento conseguiu, nos últimos anos, reduzir o consumo interno de água em mais de 20% e o de energia em 29%. Isso ocorreu por meio de medidas de economia e do programa interno de conscientização de uso sustentável.

Desde 2008, a Coordenação-Geral de Administração Predial (CGDap) tem monitorado e adotado práticas que geram economia de energia e de água nos vários prédios em que funciona o Ministério.

No bloco K da Esplanada dos Ministérios, os banheiros passaram por reforma para substituição das torneiras de pressão pelas temporizadas, diminuindo o desperdício de água. Os sanitários masculinos ganharam mictórios com sensores, tornando a descarga automática. O prédio onde fica a Secretaria de Orçamento Federal (SOF), na 516 Norte, recebeu manutenção para substituição do sistema de válvulas dos vasos sanitários, que passou a funcionar a vácuo.

Para economizar energia nas instalações, o ar condicionado é desligado diariamente às 18h e religado às 8h da manhã. O desligamento dos elevadores também é feito rotineiramente. No prédio sede, após o horário de pico, apenas um dos quatro elevadores sociais fica em funcionamento. O sistema de iluminação é reduzido e as luzes dos corredores passam a funcionar com sensores de presença.

Manutenções hídricas e acompanhamento sistemático da faixa de consumo e demanda também fazem parte das ações de economia de água e energia. De acordo, com o Secretário Executivo do Ministério, Dyogo Oliveira, essas são medidas bem simples que garantem o uso racional e o consumo desses recursos.

Para o próximo ano, o Planejamento Estratégico do Ministério prevê a adoção de medidas como reformas das instalações hidrossanitárias do bloco C da Esplanada e projeto de aproveitamento de água da chuva.

Regras estendidas

Na semana passada, a Portaria nº 23 do Ministério do Planejamento, publicada no Diário Oficial da União, estabeleceu medidas para reduzir o consumo de luz e água em todos os órgãos da Administração Pública Federal (APF).

As orientações para economia no consumo de água e energia são diversas. Tratam de providências simples que contribuem para a redução de consumo como, por exemplo, manter as portas e janelas fechadas quando estiver utilizando o ar condicionado, desligar os computadores quando não houver ninguém no ambiente, evitar desperdícios como, por exemplo, vazamentos de água nas instalações entre outras recomendações.

O Ministério do Planejamento fará o acompanhamento da adoção das medidas pelos órgãos da APF. "Nós criamos uma obrigação de que todos os órgãos nos informem periodicamente, detalhadamente, as quantidades e os valores gastos em todos os edifícios de energia e de água. Com isso, nós teremos um acompanhamento em tempo real de como está evoluindo e quais são os efeitos dessas medidas" disse Dyogo Oliveira.