Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Planejamento recomenda que ministros não usem o cartão de pagamentos

Planejamento recomenda que ministros não usem o cartão de pagamentos

publicado:  08/02/2008 06h00, última modificação:  02/06/2015 16h21

Brasília, 8/2/2008 - O secretário-executivo do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, João Bernardo de Azevedo Bringel, enviou hoje (08/02/08) a todos os ministérios o Ofício-Circular nº 52, no qual recomenda aos ministros e autoridades do mesmo nível sobre a inconveniência do uso do cartão pela própria autoridade para efetuar o pagamento de despesas de serviço geradas por eles.

O documento se baseia no art. 7º do Decreto 5.355/05, que diz que  o Ministério do Planejamento poderá expedir normas complementares sobre o uso do Cartão de Pagamentos do Governo Federal.

Segundo o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, “estamos recomendando que nenhum ministro tenha o cartão no nome dele como medida de prudência porque evita que a pessoa autorize despesas para si mesma. É um aperfeiçoamento nas regras do cartão de pagamentos”, enfatizou.