Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Planejamento lança portal eletrônico com dados de pessoal do Executivo Federal

Notícias

Planejamento lança portal eletrônico com dados de pessoal do Executivo Federal

Painel Estatístico de Pessoal (PEP) reúne dados estatísticos atualizados mensalmente
publicado:  22/06/2017 11h49, última modificação:  22/06/2017 14h36

     

O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP) lançou, nesta quinta-feira (22), o Painel Estatístico de Pessoal (PEP), nova ferramenta de consulta digital com informações estatísticas sobre despesas, distribuição e perfil do pessoal civil e militar do Poder Executivo Federal, e das Polícias Civil e Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal.

O PEP foi desenvolvido pela Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP) com o objetivo de simplificar o acesso às informações sobre gestão de pessoas e de agregar maior agilidade e transparência a esse processo. Ao apresentar o PEP, o secretário da SGP, Augusto Akira Chiba, explicou que o painel gera amostras sobre pessoal conforme o mês e o tema selecionados e permite agrupar os dados desejados, favorecendo análises associativas.

“O benefício do painel é dar maior transparência. Vamos dar os dados e permitir que o usuário possa fazer os cruzamentos e análises que ele quiser. Também vamos automatizar o processo de atualização dos dados, podendo dispor das informações em cinco dias após o fechamento do mês. Isso é um ganho significativo”, afirmou. 

Pelo PEP é possível saber, por exemplo, qual é o quantitativo de servidores federais por unidade da Federação e os valores de despesas com a folha de pagamento, localizar em qual órgão público está o grupo mais representativo de servidores com escolaridade superior, mensurar o número de servidores por sexo ou faixa etária, verificar o contingente de ingressos por concurso público e a distribuição por carreiras, o número de ativos e aposentados, dentre outros dados.

O painel ainda oferece visualização de gráficos, mapas e planilhas, permite criação de tabelas personalizadas, aceita opções de imprimir ou exportar os dados para planilha eletrônica e não necessita de instalação de software complementar no computador ou dispositivo móvel, mas somente de acesso à internet e navegador. Os dados estatísticos do PEP abrangem informações apuradas a partir de janeiro de 2017.

Análise econômica dos dados

No lançamento do painel, o assessor especial do MP Arnaldo Lima fez uma análise econômica da despesa de pessoal em que destacou que, quando comparada com as despesas totais da União, a participação do gasto com pessoal segue tendência decrescente, tendo passado de 26,4%, em 2006, para 21,5%, no acumulado de 12 meses até abril deste ano.

Ele lembrou ainda que, no comparativo com o PIB, o gasto público primário com pessoal na União vem se reduzindo gradualmente nos últimos anos e saiu de 4,4% do PIB, em 2006, para 4,2%, no acumulado em 12 meses findo em abril de 2017. “Percebe-se que há uma certa estabilidade e, comparando 2006 com 2017, há uma leve cadência de 0,2% do PIB, ou seja, não temos um descontrole com a despesa de pessoal”, concluiu.

O assessor também apresentou dados que demonstram que o percentual da despesa total de pessoal ativo no Brasil – que engloba os gastos da União, estados e municípios, de 10,5% do PIB – está próximo da média verificada nos países do Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), de 10% do PIB. O percentual brasileiro é menor do que a média verificada nos países da América Latina e do Oriente Médio, relativamente igual à dos países africanos, e superior à dos países asiáticos e europeus.