Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Planejamento e CGU comemoram 1º ano de Gestão de Risco

Notícias

Planejamento e CGU comemoram 1º ano de Gestão de Risco

Cinco ministérios já publicaram suas Políticas de Gestão de Riscos e outros 10 instituíram Comitê de Governança, Risco e Controles Internos da Gestão
publicado:  09/05/2017 14h26, última modificação:  09/05/2017 15h00

 

“Boa gestão não é apenas aquela que empreende muitos projetos e têm muitas realizações e sim aquela que está preparada para agir a tempo e a hora. Nesse sentido é que a Gestão de Risco tem grande relevância”, afirmou o ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, durante evento em comemoração ao 1º ano de implementação da Instrução Normativa nº 1, que sistematiza práticas relacionadas a gestão de riscos, controle interno e governança.

Foto: Gleice Mere/Ministério do Planejamento 

A IN nº1 foi publicada conjuntamente pelo Ministério do Planejamento (MP) e pelo Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU), em maio de 2016, a fim de instituir às organizações públicas procedimentos que prevejam riscos e protejam a integridade das instituições, bem como a segurança dos recursos públicos.

Dyogo afirmou que, como precursor na implementação da gestão de risco, o MP tem auxiliado e incentivado outros órgãos da Administração Pública a desenvolverem suas próprias políticas. De acordo com o ministro, além do Planejamento e da CGU os ministérios da Fazenda (MF), Justiça (MJ) e Transportes, Portos e Avião Civil (MTPAC) já publicaram suas Políticas de Gestão de Riscos, e outros 10 ministérios instituíram Comitê de Governança, Risco e Controles Internos da Gestão.

Gestão de Risco no MP

O chefe da Assessoria Especial de Controle Interno do MP, Rodrigo Fontenelle, explicou como foi implantada internamente a metodologia de Risco, a partir da seleção realizada por cada secretaria de um processo relevante. Ao todo são nove processos, que deverão ser mapeados até julho deste ano.

A primeira fase da implementação da gestão de risco consiste em uma reunião de abertura. Posteriormente, é realizada análise do ambiente e a fixação dos objetivos. Nos passos seguintes são identificados os riscos e realizadas análises do risco inerente, controles existentes e riscos residual, seguidas da fase de repostas a riscos e definição de um plano de controle. O projeto mobilizou mais de 100 gestores de todas as secretarias e já identificou 134 riscos.

Para saber mais sobre a política de Gestão de Risco acesse a página do Controle Interno do site do MP