Você está aqui: Página Inicial > Notícias > MP qualifica profissionais para avaliação de imóveis

Notícias

MP qualifica profissionais para avaliação de imóveis

Capacitação, que teve início na segunda-feira (08), seguiu com a apresentação de estudo feito na capital pernambucana
publicado:  12/05/2017 14h45, última modificação:  12/05/2017 14h52

O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, por meio da Secretaria do Patrimônio da União (SPU), realiza, desde segunda-feira (08), a I Semana de Avaliação de Imóveis. As atividades ocorrem na Escola Nacional de Administração Pública (Enap), em Brasília/DF, e reúne 50 servidores da Secretaria, lotados em diferentes cidades do País. O objetivo da ação é qualificar os profissionais sobre os novos critérios para a avaliação patrimonial e, ainda, esclarecer sobre os termos da MP 759/13, que passa por revisão.

Nessa quinta-feira (11), a qualificação voltou atenções para um estudo de avaliação feito em Recife/PE, em março deste ano, e que teve como enfoque a identificação da área de orla no bairro de Boa Viagem, além da atualização dos valores dos terrenos.

De acordo com o analista de infraestrutura da SPU, Willian Zonato, que conduziu a apresentação, Recife foi escolhida para o estudo inédito por ter logística acessível, por possuir dezenas de terrenos de Marinha e por ter um bairro que, sozinho, arrecada 40% dos impostos do Estado: Boa Viagem.

O desafio, segundo o Analista, além do curto prazo, foi a falta de informações atualizadas sobre a área. “Muitos dados foram coletados da Prefeitura Municipal, mas eles trazem números das construções como um todo e a SPU só avalia os terrenos. Por isso, foi preciso utilizar um Método Involutivo, que determinaria o valor do terreno a partir de fatores atuais, como o número de pavimentos dos edifícios já construídos e os valores de mercado”, comentou.

Uma área de 8 quadras na orla de Boa Viagem foi delimitada para o estudo, que partiu da premissa de que cada um dos lotes escolhidos teria, em média, 1.200m² e que a estimativa inicial do valor do metro quadrado no Bairro seria de R$ 6.210,31. Após o estudo da SPU, que realizou vistorias, pesquisou legislações de uso e ocupação do solo e cruzou informações do mercado imobiliário, a conclusão foi de que os terrenos avaliados custariam, em valores atualizados, R$ 13.534,00 por m².