Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Ministro se reúne com gestores públicos para coordenar ações contra o Aedes aegypti

Notícias

Ministro se reúne com gestores públicos para coordenar ações contra o Aedes aegypti

Órgãos públicos terão comitês para articular medidas preventivas contra o mosquito

publicado:  02/02/2016 15h06, última modificação:  03/02/2016 12h47
 

O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP), Valdir Simão, se reuniu hoje (2) com representantes dos órgãos públicos e das empresas estatais federais para coordenar o trabalho de combate às doenças provocadas pelo mosquito Aedes aegypti(Dengue, Zika e Chikungunya). O Decreto n° 8.662/2016, publicado no Diário Oficial da União (DOU), determinou a criação de um Comitê de Articulação e Monitoramento das ações de mobilização para prevenção e eliminação dos focos do inseto. 
 
“Convidamos cinco pessoas de cada um dos órgãos federais, ministérios, autarquias, fundações, empresas públicas, especialmente aquelas que têm muita capilaridade, para que essas pessoas possam ser uma semente de um modelo de mobilização, de conscientização e, mais que isso, de enfrentamento ao mosquito. Esse comando foi materializado no decreto publicado no dia de hoje e nós esperamos que, ao retornar, vocês possam, imediatamente, iniciar essas ações e fazer um trabalho de multiplicação das informações necessárias para o enfrentamento”, informou o ministro. 
 
Simão ressaltou que é necessário encarar esse desafio para que o governo federal, nos prédios públicos, no ambiente de trabalho, tenha a garantia de que não há qualquer tipo de foco para a proliferação do mosquito. “Para além disso, com a mobilização de cada um de vocês, temos que levar essa mensagem também para os nossos bairros, nosso convívio social, para que haja uma mobilização no país de enfrentamento ao mosquito. Tenho aqui uma palavra de urgência, compromisso, apoio e cooperação para passar para vocês”, reforçou o ministro.
 
O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Agenor Álvares, complementou a avaliação do ministro. “É a primeira vez que temos uma mobilização de todo o governo e não apenas do órgão mais diretamente envolvido na questão. Não estamos apenas em uma campanha. Estamos imbuídos em uma causa. A maioria dos criatórios do mosquito está próxima de nós, nas nossas residências e nos locais de trabalho, por isso, precisamos nos mobilizar”, explicou. As reuniões contaram ainda com apresentações feitas por profissionais do Ministério da Saúde com orientações relacionadas aos hábitos do mosquito e à propagação das doenças por ele provocadas.    
 
Desde a última sexta-feira (29), os órgãos públicos federais estão mobilizados em um mutirão de combate ao mosquito. Áreas internas e externas de prédios públicos pertencentes à União no país estão sendo inspecionadas e monitoradas. Houve ainda distribuição de panfletos e de um checklist com medidas para eliminar os focos do inseto, e informações foram compartilhadas nas intranets de ministérios, estatais, bancos e autarquias.