Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Ministra defende integração regional em evento na Espanha

Ministra defende integração regional em evento na Espanha

publicado:  29/05/2012 20h00, última modificação:  02/06/2015 19h22

Brasília, 29/5/2012 - A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, participou nesta terça-feira (29) do debate sobre infraestrutura na Reunião de Ministros Iberoamericanos de Fomento que se realiza em Madri, na Espanha.

Miriam destacou que os investimentos em infraestrutura cumprem um papel decisivo para o crescimento econômico porque contribuem para a geração de empregos e o aumento da renda de um país.

“O Brasil adotou um modelo de desenvolvimento econômico e social que combina o desenvolvimento da economia com a distribuição de renda. Estamos conjugando o fortalecimento do nosso mercado interno com quase 30 milhões de pessoas ascendendo à classe média e com o aumento substancial dos investimentos públicos e privados em infraestrutura, destacou a ministra do Planejamento.


Fotos: Gioconda Bretas/Divulgação

Para ela, todos os países latinoamericanos, assim como o Brasil, estão impulsionando seus investimentos em infraestrutura. Como exemplo, Miriam Belchior, citou a atuação do Conselho Sul-Americano de Infraestrutura e Planejamento (Cosiplan). O conselho, formado por 12 países que compõe a União de Nações Sul-Americanas (Unasul) aprovou, no final de 2011, uma Carteira Geral de Projetos que prevê o investimento de US$ 14 bilhões em obras de integração regional de 2012 a 2022.

“A integração da América Latina é a mais elevada prioridade da nossa política externa. Defendemos o fortalecimento dos projetos de integração regional assim como as fontes de integração e financiamento para essa finalidade, definiu Miriam Belchior.

O governo brasileiro defende que além dos recursos públicos de cada país, é importante o uso adequado das parcerias público-privadas para garantir a execução de investimentos em infraestrutura. De acordo com a ministra do Planejamento as instituições multilaterais de crédito tem um papel importante a cumprir nesse campo.

“Acredito que tais instituições precisam reservar uma parte de sua carteira de projetos genuinamente de integração regional direcionada às economias menores ou aquelas que enfrentem maior dificuldade para realizar essas ações. Tal medida poderia enfrentar de forma efetiva a assimetria existente entre nossos países, exemplificou a ministra.


Rio+20

Miriam Belchior aproveitou a ocasião para reiterar o convite para que os ministros iberoamericanos participem da Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20) que acontece em junho no Rio de Janeiro. “A Rio+20 permitirá que avancemos sobre como alcançar o desenvolvimento sustentável com desenvolvimento econômico, social e respeito ao meio ambiente, ressaltou a ministra.