Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Mantega deixa o Planejamento

Mantega deixa o Planejamento

publicado:  18/11/2004 06h00, última modificação:  02/06/2015 18h58

Brasília, 18/11/2004 - O porta-voz do presidente da República, André Singer, anunciou nesta quinta-feira, 18.11, a substituição de Carlos Lessa por Guido Mantega na Presidência do BNDES. Em entrevista concedida no Palácio do Planalto, depois do anúncio oficial, Guido Mantega, disse que o ex-Presidente do BNDES, Carlos Lessa, recolocou o BNDES na rota certa de um banco de fomento do desenvolvimento brasileiro.

O ministro elogiou o trabalho de Lessa à frente do BNDES na recuperação do papel de financiar o desenvolvimento e financiar a produção.

Mantega disse que deixa o Ministério do Planejamento com a sensação de missão cumprida, tendo dado um passo importante na recuperação do planejamento estratégico, a partir de uma nova visão do Plano Plurianual 2004-2007, elaborado ouvindo a sociedade brasileira.

Guido Mantega lembrou ainda o esforço empreendido na aprovação do Projeto de Parceira Público-Privada, agora na reta final de votação no Congresso Nacional.

"Agora", destacou o ministro, "vou estar do outro lado viabilizando os projetos de financiamento para promover o crescimento sustentável".

Questionado se não estava indo para um cargo menor, Mantega, bem-humorado, disse que não se pode considerar cargo menor um banco que tem um orçamento em 2005 de R$ 60 bilhões para liberar, ao contrário do ministro do Planejamento que deve estar a todo momento preocupado em conter gastos.

Mantega reafirmou sua sintonia com o ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan, e destacou que, trabalhando em equipe, conforme orientação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, estará atuando à frente do BNDES e dando suporte à política de desenvolvimento do país.