Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Governo premiará ações que contribuam com as metas do milênio

Governo premiará ações que contribuam com as metas do milênio

publicado:  18/08/2011 17h41, última modificação:  02/06/2015 19h22

Brasília, 18/8/11 – O Governo Federal está recebendo as inscrições para a quarta edição do Prêmio ODM Brasil, criado para valorizar e reconhecer publicamente práticas sociais desenvolvidas por prefeituras e organizações da sociedade civil que contribuam com o alcance as metas do milênio.

As inscrições, gratuitas, podem ser feitas até o dia 31 de outubro, pela internet, acessando o site www.odmbrasil.org.br

O Prêmio ODM Brasil foi criado em 2004 pela Secretaria-Geral da Presidência da República, pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e pelo Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade (Nós Podemos).

As metas foram estabelecidas pela Organização das Nações Unidas (ONU), no ano 2000, com o apoio de 191 nações, e ficaram conhecidas como Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

Os objetivos são estes: erradicar a extrema pobreza e a fome; educação básica de qualidade para todos; promover a igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres; reduzir a mortalidade infantil; melhorar a saúde das gestantes; combater o HIV/AIDS, a malária e outras doenças; garantir sustentabilidade ambiental; e estabelecer parcerias para o desenvolvimento.

SELEÇÃO
Podem ser inscritos projetos que atendam a um ou a mais objetivos. As práticas inscritas são avaliadas e selecionadas por técnicos e especialistas do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e da Escola Nacional de Administração Pública (Enap).

As melhores iniciativas serão premiadas, desde que atendam a alguns critérios, entre eles: contribuição para os ODM; impacto no público atendido, participação da comunidade, existência de parcerias, potencial de replicabilidade e articulação com outras políticas públicas.

As práticas inscritas são avaliadas e selecionadas por técnicos e especialistas nos ODM do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), considerando alguns critérios, contribuição para os ODM; impacto no público atendido; participação da comunidade; existência de parcerias; potencial de replicabilidade; e articulação com outras políticas públicas.

PREMIAÇÃO
A premiação não envolve dinheiro ou objetos de alto valor financeiro. Os prêmios são simbólicos, enfatizando o reconhecimento público e a divulgação do premiado.

As 50 práticas semifinalistas receberão certificados que comprovam sua contribuição para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio e as finalistas ganharão troféus e entrarão para a galeria de vencedoras do Prêmio ODM Brasil.

Na edição realizada em 2009 foram inscritas 1.477 práticas – 785 de organizações da sociedade civil e 692 de prefeituras – e realizados seminários estaduais, de julho a setembro, reunindo nove mil pessoas. Foram também criados núcleos em todos os estados e no Distrito Federal, catalisadores das ações de ODM.