Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Governo de Moçambique quer que Brasil colabore na área de compras governamentais

Governo de Moçambique quer que Brasil colabore na área de compras governamentais

publicado:  22/11/2006 04h00, última modificação:  02/06/2015 16h21

Brasília, 22/11/2006 - A diretora nacional-adjunta do Patrimônio ligado ao Ministério das Finanças de Moçambique, Albertina Fruquia, esteve nesta quarta-feira, dia 22 de novembro, na Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) para conhecer o sistema de compras do Governo Federal brasileiro e verificar a possibilidade de estabelecer acordos de cooperação nessa área.

Na opinião da diretora moçambicana, o Brasil tem uma experiência importante em compras públicas que pode colaborar com Moçambique nesta área. Ela lembrou que o país africano está implantando um novo regulamento de compras que institui o pregão presencial, modalidade regulamentada no Brasil desde 2000.

Durante o encontro, o secretário de Logística e Tecnologia da Informação, Rogério Santanna, salientou o desempenho das compras eletrônicas do Governo Federal que possibilitaram uma economia de R$ 800,3 milhões no período de janeiro a setembro deste ano. No período foram contratados um total de R$ 3,7 bilhões por pregão eletrônico, valor que representou 47,5% das licitações do período.

Santanna destacou ainda que o sistema brasileiro - Comprasnet - foi o primeiro do gênero no mundo aceito pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento e pelo Banco Mundial para aquisições realizadas com recursos de ambas as instituições financeiras.