Você está aqui: Página Inicial > Releases > Destinação de imóveis da União beneficia mais de 500 famílias no RS

Notícias

Destinação de imóveis da União beneficia mais de 500 famílias no RS

publicado:  01/06/2018 14h19, última modificação:  01/06/2018 14h19

A Secretaria do Patrimônio da União (SPU), do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, entregou, na última semana, quatro áreas no Rio Grande do Sul que beneficiarão mais de 500 famílias de baixa renda em todo o estado. As cessões provisórias dos imóveis foram feitas aos municípios de Santo Ângelo, Santana do Livramento e Cruz Alta.

Em Santo Ângelo, uma área de 38,9 mil metros quadrados, que pertencia a extinta Rede Ferroviária Federal S.A (RFFSA), irá abrigar cerca de 300 famílias que já residem no local há muitos anos, num assentamento irregular. Caberá à Prefeitura do município proceder à regularização dessas ocupações e garantir moradia às famílias e comerciantes que habitam o local. Assinaram a cessão o superintendente do Patrimônio da União no Rio Grande do Sul, Antônio Carlos Nunes Jung, e o secretário municipal de Habitação de Santo Ângelo, Rodrigo Thomas Flores.

A SPU também assinou um contrato de cessão de uso gratuito provisório com o prefeito de Cruz Alta, Vilson Bastos dos Santos, destinando ao município uma área pertencente à extinta RFFSA. Com total de 41.683 metros quadrados, o local era um antigo recinto ferroviário e parte dele está ocupado por 70 famílias que deverão ter sua moradia regularizada. O restante da área será utilizado para a edificação de um projeto educativo e esportivo que beneficiará toda a população do município.​

Em Santana do Livramento, um terreno com 3.645 mil metros quadrados foi cedido à Cooperativa de Trabalho Mista Solidária Utopia e Luta (Coopsul) que será responsável por um projeto habitacional destinado a 160 famílias com renda de até três salários mínimos. Localizado à Rua 24 de maio nº 1.354, o imóvel será utilizado para a construção de moradias com recursos do Programa Minha Casa, Minha Vida-Entidades.

A Superintendência do Patrimônio da União no Rio Grande do Sul (SPU/RS) também repassou à Prefeitura de Santana do Livramento a guarda provisória de um área de 10 hectares, no Aeroporto dos Galpões, bairro Caneleira, onde será instalada uma escola técnica agrícola que será administrada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). A guarda foi assinada pela vice-prefeita do município, Mari Elisabeth Machado.​