Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Crédito para indústrias

Crédito para indústrias

publicado:  28/07/2006 06h00, última modificação:  02/06/2015 16h21

Brasília, 28/7//2006 - O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, anunciou hoje em Florianópolis (SC), na sede da Federação das Indústrias do Estado (FIESC), uma linha de crédito de R$ 600 milhões de estimulo aos setores moveleiro, madeireiro, máquinas e implementos agrícolas.

São empréstimos de capital de giro, que passam a somar-se aos que vêm sendo operado pelo Banco do Brasil no setor de couro e calçadista, com recursos repassados pelo Fundo de Amparo do Trabalhador(FAT), e que somados totalizam R$ 1 bilhão.

Cada indústria dos setores moveleiro, madeiro, de máquinas e implementos agrícolas terá acesso a um empréstimo entre R$ 5 mil a R$ 5 milhões com custo financeiro equivalente à variação da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) mais 2,5% a 2,8% ao ano. O prazo de pagamento é de 24 meses, com um ano de carência.

A medida vai beneficiar as pequenas e médias indústrias do setor no país. O governo decidiu ampliar a ajuda a estes segmentos industriais após constatar os resultados econômicos obtidos com a adoção de medidas semelhantes para a indústria de couro e calçadista, que geraram mais produção, impostos e empregos.

O governo já tinha adotado diversas medidas para amenizar os efeitos da queda da atividade deste setor. Em uma delas, alocou recursos para ampliar, em mais dois meses, os benefícios do seguro desemprego para os trabalhadores demitidos em 2006.