Você está aqui: Página Inicial > Notícias > BID amplia linha de crédito do pró-cidades

BID amplia linha de crédito do pró-cidades

publicado:  11/10/2006 06h00, última modificação:  02/06/2015 19h21

Brasília, 11/10/2006 - A Diretoria Executiva do Banco Interamericano de Desenvolvimento - BID aprovou em reunião realizada nesta quarta-feira, 11.10, em Washington, a ampliação da linha de crédito do Programa Pró-cidades do valor atual de R$ 450 milhões para US$ 800 milhões, a pedido do governo brasileiro.

A inovação desse programa,concebido pelo BID em conjunto com a Secretaria de Assuntos Internacionais do Ministério do Planejamento, foi recebida com muitos elogios pelos diretores do Banco. Além disso, vários países da América Latina, como o México, já manifestaram interesse em replicar o programa em seus países que é inédito tanto em termos de país quanto em relação a organismos multilaterais.

Segundo José Carlos da Rocha Miranda, Secretário de Assuntos Internacionais do Ministério do Planejamento, o Pró-cidades prevê financiamento a municípios em moeda local. O objetivo do programa é melhorar a qualidade de vida da população carente, fornecendo melhores serviços de água, esgoto e aparelhos de infra-estrutura social, como no caso do projeto da Prefeitura de Nova Iguaçu que prevê um projeto para retirada de jovens do tráfico com quadras de esporte, escolas técnicas, áreas para música e dança.

Além disso, destacou, o programa tem outra inovação importante que é a parceria com a Caixa Econômica Federal que diminui o tempo de contratação do empréstimo junto ao banco. Normalmente, segundo Miranda, é de 10 meses o tempo de contratação de um empréstimo depois da sua aprovação pela COFIEX - Comissão de Financiamentos Externos, um órgão interministerial coordenado pelo Ministério do Planejamento. No Pró-cidades o tempo de contratação está sendo de 5 meses.

Desde o lançamento oficial do Pró-cidades, que ocorreu em abril deste ano, durante a Assembléia de Governadores do BID realizada em Belo Horizonte, 5 municípios já estão em fase de assinatura dos seus contratos: Aracaju, Niterói, Nova Iguaçu, Natal e Vitória.

Segundo Miranda, desde o lançamento do programa, a Cofiex já aprovou 58 projetos de empréstimo a municípios dentro do Pró-cidades, sendo 14 em 2005 e 34 em 2006, restando ainda 62 que estão em fase de análise pelo grupo técnico da COFIEX.