Você está aqui: Página Inicial > Notícias > CAF aprova investimentos para projetos em São Bernardo do Campo e Goiânia

Notícias

CAF aprova investimentos para projetos em São Bernardo do Campo e Goiânia

Ministro Dyogo Oliveira participou de reunião da diretoria do banco na Colômbia
publicado:  13/12/2016 19h42, última modificação:  14/12/2016 10h38

 


O Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) aprovou financiamentos para dois projetos de infraestrutura urbana no Brasil, durante reunião da diretora executiva da instituição, em Bogotá, na Colômbia, com a participação do ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, nesta terça-feira (13).

FotoCAF

O banco vai destinar US$ 125 milhões para o programa de infraestrutura de São Bernardo do Campo (SP) com o objetivo de promover a mobilidade urbana e obras de drenagem, em um dos projetos aprovados. No segundo projeto, foram aprovados aportes de US$ 100 milhões para a execução do programa Cidade Sustentável, em Goiânia (GO), que irá promover mobilidade urbana e serviços essenciais de saúde e educação.

“Neste momento de restrição fiscal, o governo brasileiro busca trabalhar de forma mais coordenada com os organismos de fomento internacionais para viabilizar projetos importantes para garantir o desenvolvimento da infraestrutura regional”, comentou o ministro, ao destacar o papel do banco que aprovou, neste ano, US$ 13 bilhões em projetos e linhas de financiamento. Para 2017, a expectativa é aprovar US$ 13,5 bilhões, um incremento de 3,1% em relação a 2016.

Atualmente, já estão em execução sete projetos do CAF no Brasil: o projeto orla, em Porto Alegre (RS), com contrato de financiamento no valor de US$ 92 milhões; o programa de revitalização e ampliação da infraestrutura urbana de Canoas (RS) (US$ 50 milhões); o programa de melhoria de infraestrutura viária do Rio de Janeiro US$ 319,6 milhões); o programa de valorização turística do litoral oeste do Ceará (US$ 112 milhões); o programa socioambiental dos Iguarapés de Manaus (AM) (US$ 52,5 milhões); o sistema de macrodrenagem do Rio Baquirivu-Guaçu em São Paulo (US$ 204 milhões); e o programa de integração viária do planalto norte de Santa Catarina (US$ 55 milhões).

Eleições do CAF

Na reunião da diretoria executiva do CAF, em Bogotá, também houve a eleição do novo presidente do banco. O economista Luis Carranza Ugarte assumirá o cargo a partir de 1º de abril de 2017 por um período de cinco anos. Ugarte é ex-ministro de Economia e Finanças do Peru e Ph.D. em Economia pela Universidade de Minnesota. A escolha do novo presidente contou com o voto do Brasil.

O CAF foi fundado em 1970 e é formado por 19 países, sendo 17 da América Latina e Caribe, Espanha e Portugal, assim como por 14 bancos privados da região. A instituição promove um modelo de desenvolvimento sustentável por meio de operações de crédito, recursos não reembolsáveis e apoio em estruturação técnica e financeira de projetos dos setores público e privado da América Latina.

Com sede em Caracas, Venezuela, o banco possui escritórios em Buenos Aires, La Paz, Brasília, Bogotá, Quito, Madri, Cidade do México, Cidade do Panamá, Assunção, Lima, Montevidéu e Porto Espanha.

Agenda Bilateral Brasil-Colômbia

Também em Bogotá, o secretário de Desenvolvimento da Infraestrutura do MP, Hailton Madureira, se reuniu com técnicos  da Agência Nacional da Infraestrutura da Colômbia para trocar experiências sobre programas de concessões públicas dos dois países e discutir a estruturação dos projetos e a engenharia financeira dos empreendimentos.

Madureira também se encontrou com representantes do setor privado colombiano para compreender sobre como se dá a participação destes agentes nos projetos de concessão pública.

Atualmente, a Colômbia está na quarta geração de projetos de concessões públicas, sendo previstos investimentos de US$ 15 milhões em obras rodoviárias para construção de 8 mil quilômetros de rodovias e para duplicação de 1,2 mil quilômetros de pistas, além de 159 túneis e 1.335 viadutos.