Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Brasil participa de reunião internacional sobre inovação no setor público

Notícias

Brasil participa de reunião internacional sobre inovação no setor público

Planejamento apresentou inovações do governo federal

publicado:  04/05/2016 19h41, última modificação:  04/05/2016 19h41
 
Pela primeira vez, representantes do governo brasileiro participaram da ‘Reunião anual dos representantes nacionais do Observatório de Inovação no Setor Público’. Durante o encontro realizado nesta semana, foram apresentadas três iniciativas que estão sendo conduzidas pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP): Laboratório de InovaçãoRede de Inovação no Setor Público e Semana de Inovação. O evento é coordenado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que conta com a participação de 34 países.
 
Na reunião, o Brasil participou de mesa redonda com especialistas em risco e inovação. Um dos destaques da discussão foi a necessidade de se identificar oportunidades e ameaças para implementar inovações no serviço público. “Temos muitas inovações importantes no setor público brasileiro, principalmente relacionadas à oferta de serviços online, transparência e participação social”, enfatizou o diretor do Departamento de Modernização da Gestão Pública da Secretaria de Gestão do MP, Luis Felipe Monteiro.
 
Também houve troca de informações sobre métodos e ferramentas eficazes para inovar e quais evoluções foram identificadas no governo federal recentemente. Entre as evoluções apresentadas, os participantes citaram funcionalidades na divulgação de dados abertos, configurações de portais e construção de aplicativos. Outro tema abordado foi a necessidade de se criar normativos que permitam inovar com mais flexibilidade no governo.
 
De acordo com Monteiro, o desafio brasileiro é integrar iniciativas governamentais à atuação do setor privado, sociedade civil e universidades, além de revisar procedimentos e regras para desenvolver ainda mais essa área.
 
A OCDE é uma organização internacional, fundada em 1961, que reúne 34 países industrializados e emergentes que trocam informações e alinham políticas com o objetivo de potencializar o crescimento econômico. O Brasil não é membro da organização, mas desde 2007 é considerado parceiro-chave e pode participar de comitês e áreas de trabalho.
 
Os países podem registrar experiências que desenvolvem na área de inovação no Observatório de Inovação no Setor Público, criado pela OCDE.