Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Bernardo: PAC teve execução 76% maior em 2009

Bernardo: PAC teve execução 76% maior em 2009

publicado:  03/06/2009 16h38, última modificação:  02/06/2015 16h21

Execução Orçamentária
e Financeira

Brasília 03/06/09 - O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, afirmou que a execução orçamentária do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) referente ao Orçamento Geral da União, nos cinco primeiros meses de 2009 foi 76% superior ao mesmo período de 2008.


Foto: Antonio Cunha/Divulgação.

A informação foi dada hoje, durante a apresentação do 7º balanço do PAC relativo aos meses de janeiro a abril de 2009, apresentado pela ministra Dilma Roussef, no auditório do Itamaraty.

Segundo Bernardo de janeiro a maio de 2008 o valor empenhado (que recebeu a ordem de execução) foi de R$ 4,4 bilhões e, do começo deste ano até maio, o montante empenhado chegou a R$ 7,7 bi, portanto, 76% maior na comparação. Na apresentação ele mostrou que o valor empenhado está bem próximo (91%) do total de R$ 8,5 bi previsto para os cinco primeiros meses de 2009.


Foto: Antonio Cunha/Divulgação.

“Como a execução é sempre maior nos últimos meses do ano, podemos dizer que a execução de 91% do total previsto para esses primeiros meses é excelente, ressaltou Bernardo

O ministro do Planejamento destacou, ainda, que na comparação dos mesmos períodos quanto ao valor pago (desembolsado pelo governo) foi 20% maior em 2009, com R$ 3,8 bi, contra R$ 3,1 bi de 2008.


Foto: Antonio Cunha/Divulgação.

Na apresentação, Paulo Bernardo mostrou que o Programa de Aceleração do Crescimento já empenhou, no Orçamento da União, até maio deste ano, o total de R$ 40,7 bi, dos quais R$ 22,5 bi, já efetivamente pagos.

PAC tem 15% já concluído

No balanço apresentado pelos ministros, o Programa já concluiu 15% das obras previstas, em 335 empreendimentos, com um total de quase sessenta e três bilhões de reais em investimentos. Dos empreendimentos concluídos, 133 são referentes a rodovias, ferrovias, portos, hidrovias e aeroportos e embarcações, que envolveram mais de R$ 10 bilhões em recursos.

A área de energia teve 186 empreendimentos concluídos, no valor de R$ 50,2 bi, que envolvem hidrelétricas, transmissão, petróleo, gás natural, petroquímica e combustíveis renováveis, entre outros.

Na área social e urbana, o PAC já concluiu 16 empreendimentos, totalizando R$ 2,5 bilhões, especialmente o Programa Luz para todos que realizou mais de dois milhões de ligações de luz em todos os estados da Federação e ganhou meta adicional de quase um milhão de novas ligações para 2009.