Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Bernardo estará em Madri e Roma na próxima semana

Bernardo estará em Madri e Roma na próxima semana

publicado:  13/02/2009 19h34, última modificação:  02/06/2015 19h21

Brasília, 13/02/2009 – O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, estará na Europa de 16 a 19 de fevereiro para cumprir agenda em Madri, na Espanha, em Roma, na Itália.

Em Madri, nos dias 16 e 17 de fevereiro (segunda e terça-feira), o ministro Paulo Bernardo vai se encontrar com a sua colega espanhola do Planejamento, Magdalena Alvarez, para discutir assuntos como investimentos em infraestrutura, especialmente os projetos do PAC, e os efeitos da crise internacional na economia dos dois países.

A reunião é resultado de convite da ministra espanhola que quer estreitar os laços entre os investidores espanhóis e o Brasil.

Ainda durante sua estada em Madri, Paulo Bernardo vai visitar a estação Atocha para conhecer a tecnologia espanhola de trens de alta velocidade, uma vez que o Brasil possui projetos para a implantação desse tipo de trem no país.

Na sequência, o ministro do Planejamento do Brasil se encontrará com o Presidente da associação espanhola de empresas construtoras (Seopan), David Taguas.
Antes de embarcar para Roma, Paulo Bernardo visitará as obras de ampliação do Aeroporto de Barajas, que compreendem a construção de um novo terminal de passageiros.

Roma

Em Roma, na Itália, nos dias 18 e 19 de fevereiro (quarta e quinta-feira), o ministro do Planejamento brasileiro participará da Reunião Anual do Conselho de Governadores do Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (Fida). Paulo Bernardo é o governador pelo Brasil junto ao organismo e este ano, a convite do presidente da instituição, será o orador principal da sessão de abertura do evento.

Nessa 32ª Assembléia, os governadores deverão eleger o novo presidente do Fundo para um mandato de quatro anos, já que o mandato do atual presidente, Lennart Båge, termina em 31 de março.

A eleição será feita a partir de uma lista prévia de seis candidatos: Joachim Von Braun (Alemanha), Kanayo F. Nwanze (Nigéria), MirzaSe Qamar Beg (Paquistão), Amadou Cissé (Níger), Haim Divon (Israel) e Phang Kupar Melville Roy (Índia).

O programa de atividades da Assembléia prevê, além da agenda com os temas que serão submetidos à consideração dos governadores, a realização de três painéis simultâneos de discussão (mesas redondas).

Os temas dos painéis serão: “Volatilidade dos preços dos alimentos: como ajudar os pequenos agricultores a administrar o risco e as incertezas; “Aumento crescente da demanda por terra: riscos e oportunidades para os pequenos agricultores; e “Pesquisa e a inovação em favor dos pequenos agricultores, em um cenário de mudança climática.

Fida

O Fida é uma agência das Nações Unidas criada na década de 70, com o objetivo de fornecer financiamento direto e mobilizar recursos adicionais para programas voltados ao melhoramento da produtividade agrícola como forma de combater a pobreza rural.

O Fundo é formado por 164 estados-membros, incluindo o Brasil, devendo passar a 165 com a provável aprovação, durante o encontro, da adesão da República das Ilhas Marshall.

Para 2009, a instituição aprovou um novo programa de trabalho com orçamento de US$ 715 milhões, que representa um incremento de 10% em relação ao ano anterior.