Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Barbosa e Monteiro discutem com setor industrial propostas para retomada do crescimento

Notícias

Barbosa e Monteiro discutem com setor industrial propostas para retomada do crescimento

Ministros se reuniram com presidente e diretores da CNI

publicado:  18/11/2015 17h49, última modificação:  19/11/2015 13h06
Francisca Maranhão/Ministério do Planejamento

Francisca Maranhão/Ministério do Planejamento

O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa, e o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, receberam, nesta quarta-feira (18), o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, acompanhado dos diretores da entidade, para discutir propostas e inciativas dos setores que possam permitir avançar na retomada do crescimento econômico.

“A presidenta Dilma Rousseff nos pediu para dialogar e buscar inciativas que possam ser feitas no curto prazo, reformas microeconômicas que vão caminhar junto com as reformas estruturais que estamos propondo, como a reforma da previdência e as medidas de reequilíbrio fiscal”, disse Barbosa. “Precisamos sinalizar que há muita coisa que pode ser feita e oportunidades que podem ser aproveitadas para destravar investimentos”, acrescentou.

O ministro avaliou medidas que podem ser viabilizadas por decisões administrativas, portarias, resoluções do Conselho Monetário Nacional (CMN), da Câmara de Comércio Exterior (Camex), do Comitê Financiamento Externo (Cofiex), entre outras. “Podemos revisitar e aprimorar propostas que já foram feitas e que o setor produtivo possa sugerir caminhos para que elas andem mais rapidamente”, sinalizou.

No encontro, o ministro Armando Monteiro definiu três vetores prioritários para a retomada do crescimento econômico: investimento, notadamente infraestrutura, exportações e produtividade via melhoria no ambiente de negócios, aperfeiçoando questões regulatórias.

“Temos que pensar em propostas que possam reativar a economia em um horizonte de prazo mais curto. Há muita coisa nesse ambiente microeconômico que pode dar um ânimo novo para as empresas, preservando sempre a dimensão fiscal do ajuste. Vamos construir uma agenda sem comprometimento fiscal”, considerou Monteiro.

Os representantes da CNI entregaram um estudo com um diagnóstico do setor industrial e um levantamento de propostas relacionadas à melhoria do ambiente de negócios e à expansão dos investimentos produtivos e para a infraestrutura.

“Vamos analisar as propostas junto com os ministérios setoriais e levar à presidenta Dilma. Nossa carteira de investimentos é significativa. Queremos completar os projetos que estão em andamento. Estamos andando com o programa de concessões apesar da conjuntura econômica. A fase de projetos está encaminhada”, relatou Nelson Barbosa.

O ministro reuniu-se também, nesta segunda-feira (16), em São Paulo, com representantes dos setores varejista, da construção civil, da infraestrutura e da indústria de base para discutir medidas de recuperação do crescimento. Na terça-feira (17), Barbosa também se encontrou com representantes do setor financeiro na capital paulista.