Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Bahia pede R$ 4,2 bilhões para mobilidade urbana

Bahia pede R$ 4,2 bilhões para mobilidade urbana

publicado:  08/07/2013 23h31, última modificação:  02/06/2015 19h22

 Veja a galeria de fotos

O governador da Bahia (BA) e o prefeito de Salvador foram os terceiros gestores estaduais a serem recebidos nesta segunda-feira (08/07) pelos ministros Miriam Belchior (Planejamento) e Aguinaldo Ribeiro (Cidades).

Brasília, 08/07/2013 - O governador da Bahia, Jaques Wagner, e o prefeito de Salvador, Antônio Carlos Magalhães Neto, participaram da terceira rodada de reuniões realizadas nesta segunda-feira (8) pelos ministros Miriam Belchior (Planejamento) e Aguinaldo Ribeiro (Cidades).  Ao longo do dia os ministros se reuniram com governadores e prefeitos para tratar da execução de obras de mobilidade urbana e discutir a destinação de R$ 50 bilhões anunciados pelo governo federal para o setor. Juntos, governo da Bahia e prefeitura de Salvador solicitaram R$ 4,2 bilhões.


foto:Ilkens Souza / Divulgação

"Discutimos a aceleração de obras em Salvador. O metrô já está com a licitação na rua. A abertura deve se dar no próximo dia 8 de agosto e, correndo bem, as obras devem ser iniciadas em outubro", disse Miriam Belchior. O governo federal já investe R$ 4,3 bilhões em mobilidade na Bahia.

Entre as obras já previstas também estão as de BRTs, cujas licitações ainda acontecem em julho e têm o início das obras previsto para novembro. "São conjuntos de obras estruturantes para a cidade e que vão fazer diferença na região metropolitana como um todo", afirmou a ministra.

O governo da Bahia pediu R$ 3,2 bilhões para obras de mobilidade. De acordo com o secretário da Casa Civil do Estado, Rui Costa, o valor, caso aprovado, será utilizado em dois projetos prioritários. O primeiro é a extensão de 5 km do metrô até o bairro de Cajazeiras, considerado o maior bairro de Salvador. O outro é o VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), "antigo trem de subúrbio que nós queremos transformar para VLT para atingir toda a região metropolitana aproveitando a linha ferroviária onde nos passado já tivemos um trem metropolitano funcionando", explicou o secretário.

A prefeitura solicitou R$ 1 bilhão. "Tivemos a oportunidade de apresentar um projeto que é muito importante e que viabilizará a implantação de corredores exclusivos com o modal do BRT na artéria principal da cidade, que hoje gera uma situação difícil no trânsito", disse o prefeito de Salvador.

Nas reuniões realizadas hoje com governadores e prefeitos de três estados (São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia) as propostas apresentadas requerem um valor total de R$ 25 bilhões. Nesta terça-feira, 09/07, está agendada outra rodada de reuniões, desta vez com prefeitos e governadores de Minas Gerais, Paraná, Ceará e Rio Grande do Sul. Todas as propostas ainda serão analisadas nas próximas semanas.

Confira a programação das reuniões.