Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Aberta consulta pública sobre serviços de computação em nuvem

Notícias

Aberta consulta pública sobre serviços de computação em nuvem

Interessados devem enviar suas sugestões até 24 de março
publicado:  06/03/2017 17h33, última modificação:  06/03/2017 17h33

 

Os interessados em participar de consulta pública sobre o termo de referência para a contratação de serviços de computação em nuvem devem enviar suas contribuições até o dia 24 de março. O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP) disponibilizou, nesta segunda-feira (6), o texto no Portal da Participação Social (Participa.br). A proposta do MP é realizar uma contratação centralizada para que os serviços possam ser fornecidos para os mais de 200 órgãos integrantes do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação (SISP).

“Esta é mais uma ação para melhorar a gestão da tecnologia no governo federal. Precisamos parar de construir salas-cofre. Os órgãos devem trabalhar juntos para oferecerem melhores serviços para o cidadão e a computação em nuvem é um dos caminhos para isto, além de gerar economia”, explicou o secretário de Tecnologia da Informação do MP, Marcelo Pagotti.

Os servidores a serem fornecidos para os órgãos do SISP são de nuvem pública abrangendo infraestrutura como serviço (IaaS); gerenciador multinuvem e suporte técnico especializado e também de treinamento. “Estes serviços irão transformar digitalmente o trabalho do SISP no governo federal, a consulta pública servirá para alinharmos o pensamento do ministério com os demais órgãos”, afirmou Pagotti.

SISP é a estrutura organizacional do governo federal para o planejamento, a coordenação, a organização, a operação, o controle e a supervisão dos recursos de TI dos órgãos e entidades da administração pública federal direta, autárquica e fundacional.

Para contribuir com a consulta pública, é necessário realizar um cadastro no Participa.br. Criado em novembro de 2014, o portal é mais um espaço para a promoção do diálogo entre o governo federal e a sociedade civil. Pela internet, os interessados podem ajudar na construção de políticas públicas ao opinar sobre os conteúdos e ações disponibilizados em consulta.