Você está aqui: Página Inicial > Áudios > MAIS MÉDICOS

MAIS MÉDICOS

publicado:  05/08/2015 20h16, última modificação:  25/09/2015 21h24
Ministérios do Planejamento e da Educação autorizam a contratação de 880 professores para o programa
Transcrição do Áudio

LOC/REPÓRTER: O Programa Mais Médicos, voltado para a expansão e a melhoria da formação médica no Brasil, completou dois anos. Durante cerimônia no Palácio do Planalto, a presidenta Dilma Rousseff anunciou a criação de três mil bolsas para residência médica, a contratação de 880 professores e a criação do Cadastro Nacional de especialistas. Na ocasião, a presidenta relembrou o contexto de criação do programa Mais Médicos.


TEC/SONORA: presidenta da República – Dilma Rousseff

“Portanto, nós tínhamos desde problemas de logísticas para deslocar os médicos, até problemas de garantia e de manutenção desses médicos nos municípios, e ao mesmo tempo tínhamos problemas no que se refere à quantidade de médicos brasileiros disponíveis. ”


LOC/REPÓRTER: As regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste vão receber a  maior parte das três mil vagas em residência médica. Desse total, 75% são para a ampliação da formação de especialistas em medicina geral de família e de comunidade. A meta do programa é a universalização da residência médica até 2018, criando 11,5 mil novas vagas de graduação em medicina e 12,4 mil vagas de residência para formação de especialistas. As três mil novas vagas representam 63% dessa meta.
Para atender as demandas de novas bolsas, o Ministério do Planejamento,  e o Ministério da Educação publicaram portaria autorizando a ampliação do banco de professores em universidades federais. Vão ser contratados 880 novos professores de nível superior para universidades federais que abriram novas vagas nos cursos de medicina ou criaram faculdades na área, após a criação do programa.

Download do Áudio