Você está aqui: Página Inicial > Áudios > GREVE

GREVE

publicado:  26/02/2016 11h44, última modificação:  26/02/2016 11h44
Governo fecha acordo salarial com médicos peritos do INSS e paralisação deve acabar
Transcrição do Áudio

LOC/REPÓRTER: O governo federal assinou nesta quarta-feira com a Associação Nacional de Médicos Peritos dois acordos que asseguram o fim da greve iniciada em 4 de setembro do ano passado. O compromisso firmado estabelece o atendimento de todas as perícias médicas não realizadas no período e a reposição das horas não trabalhadas nas agências do INSS. Em contrapartida, o governo, além de suspender novos cortes de ponto, vai devolver os valores descontados. O termo de acordo tem vigência de quatro anos e estabelece reajuste de 27,9% em quatro parcelas. A primeira será paga em agosto, no percentual de 5,5%. As demais, sempre no mês de janeiro, em 2017, 2018 e 2019.Segundo Sérgio Mendonça, secretário de Gestão de Pessoas e Relações de Trabalho do Ministério do Planejamento, o acordo garante que não haverá mais paralisação dos peritos do INSS nos próximos quatro anos.

 

TEC/SONORA: Secretário de Gestão e Relações de Trabalho do Ministério do Planejamento – Sérgio Mendonça

“A gente espera que agora o segurado, o cidadão que busca uma agência do INSS possa ter uma regularidade do seu atendimento. Nós podemos ter uma previsibilidade de que não vai haver mais paralisação no INSS nos próximos anos no campo da perícia médica e, portanto, a gente espera que aos poucos seja regularizado esse serviço de atendimento com qualidade ao cidadão. ”

 

LOC/REPÓRTER: Durante os 165 dias da greve, estima-se que um milhão e trezentas mil perícias médicas deixaram de ser realizadas. Mesmo depois que os médicos anunciaram, em meados de janeiro, a volta ao trabalho “em estado de greve”, o atendimento vinha ocorrendo de forma parcial. Daqui para a frente terá de ser totalmente normalizado. O próprio INSS se encarregará de entrar em contato com os segurados para reagendar a perícia, como explica a presidente do INSS, Elisete Berchiol.

 

TEC/SONORA: Presidente do INSS – Elisete Berchiol

“Nós vamos, a partir de agora, com a nossa rede de atendimento, organizar as agendas, ampliar o número de vagas de perícias médicas porque isto está previsto no acordo. E entraremos em contato, através do 135, com os nossos cidadãos, com os nossos segurados, para que eles fiquem sabendo uma nova data da agenda que ele deve comparecer pra fazer a perícia. ”

 LOC/REPÓRTER: A reposição das horas não trabalhadas deve acontecer em até seis meses.

 

Download do Áudio