Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Planejamento > Orçamento > Notícias > PDE haverá acréscimo de 0,7% de investimento na Educação

Notícias

PDE haverá acréscimo de 0,7% de investimento na Educação

publicado:  20/04/2015 11h21, última modificação:  20/04/2015 11h21

Brasília - 03/10/2007 - O ministro da Educação, Fernando Haddad e o Secretário Executivo do MEC, José Henrique Paim, concluíram o segundo dia de palestras do Seminário Nacional de Orçamento Público falando sobre o Programa de Desenvolvimento da Educação - PDE.

Haddad expôs os maiores desafios e objetivos do governo para a educação que são: o trabalho conjunto, a organização do planejamento e o gasto eficiente. O investimento destinado à Educação representa apenas 4% do PIB, entretanto, com o PDE, haverá um acréscimo de 0,7%, numa tentativa de diminuir a dívida educacional do país.

A efetividade dos gastos é outro fator preocupante para o PDE. Uma das aplicações e sugestões do Plano é a criação de indicadores de qualidade, atribuídos ao país em conjunto, nas redes estadual, municipal e individual - para cada escola.Outra inovação apontada pelo ministro é o  Educa Censo , que  terá um número de identificação único, realizado com 50 milhões de alunos, provenientes de escolas públicas e particulares, para evitar fraudes . O governo quer combater dupla contagem, diminuindo, assim, o número total de matrículas. Tem como objetivos, também, acompanhar o aluno em sua vida escolar, por meio de um banco de dados on-line e evitar a evasão escolar.

Haddad  falou ,ainda, sobre o apoio técnico e financeiro em pequenos municípios. O MEC tem desenvolvido com cada um, projeto para educação, idealizado um Plano Plurianual e feito uma retrospectiva histórica do relacionamento da educação com seus dirigentes, aproximando o Ministério dos Municípios.  O ministro finalizou dizendo que a educação hoje é necessária, mas não suficiente, para o desenvolvimento do país. É um assunto para as áreas política e econômica, não apenas social. É preciso criar um expediente de desenvolvimento, não de manutenção. A educação pública tem solução, carece a mobilização social e responsabilização dos gestores públicos, disse.

Na segunda parte da conferência, o secretário executivo do MEC, José Henrique Paim, respondeu a perguntas dos participantes.

Um dos questionamentos foi em relação à Educação Infantil no qual Paim afirmou que esta fase desempenha papel importantíssimo no desenvolvimento da criança no curso de sua vida escolar. De acordo com estudos, alunos que concluem o ensino infantil têm 32% de chances a mais de completar o ensino médio.