Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Planejamento > Orçamento > Notícias > Dilma contextualiza o PAC no Orçamento

Notícias

Dilma contextualiza o PAC no Orçamento

publicado:  20/04/2015 11h21, última modificação:  20/04/2015 11h21

Brasília, 3/10/2007 – A ministra chefe da Casa Civil, Dilma Roussef,  disse ontem que a principal virtude do Plano de Aceleração de Crescimento(PAC) foi colocar o investimento na ordem do dia, levando em conta que  esse é o grande protagonista de uma aceleração do crescimento. “É fundamental haver investimento suficiente no país para que haja o crescimento econômico”, disse Dilma Roussef a autoridades estaduais, municipais e federais do setor de orçamento público reunidas em Brasília no seminário nacional de orçamento da Secretaria de Orçamento e Finanças(SOF).


Foto: Antonio Cunha/Divulgação

Dilma disse que o PAC é compatível com toda a estruturação orçamentária que vinha sendo feita no país, a política de controle de gasto e  a política macroeconômica desenvolvida. “O Programa veio com o intuito de eliminar os gargalos da infra-estrutura do país por meio do planejamento estratégico, do fortalecimento da regulação, de instrumentos financeiros adequados para o investimento a longo prazo, da parceria do setor privado e com a articulação entre os entes federativos”, disse  Dilma.


Foto: Antonio Cunha/Divulgação

A ministra fez questão de destacar que o governo está trabalhando  para diminuir os riscos que atrasam o andamento dos projetos e obras do PAC. Elogio o trabalho que vem sendo feito pela área técnica de todos os ministérios envolvidos no programa. O Comitê Gestor do PAC está fazendo a gestão do monitoramento diário onde são observados os riscos de interrupção do conjunto de eventos para realização das obras. Ela citou como exemplo a obra do gasoduto Campinas-Rio que corre o risco de atrasar porque um advogado quer impedir a conclusão da obra que passa por sua propriedade. “ Só falta  600 metros para a conclusão da obra, mas no meio do caminho, há um advogado”, disse Dilma ao relatar as dificuldades e riscos do dia-a-dia das obras do PAC.