Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Patrimônio da União > Notícias > Projeto Orla começa atividades no Amazonas em 2011

Notícias

Projeto Orla começa atividades no Amazonas em 2011

publicado:  16/03/2011 17h20, última modificação:  28/05/2015 13h10

Manaus, 16/3/2011 - Em complemento à adaptação metodológica feita em parceria com a Universidade Federal do Pará, a Superintendência do Patrimônio da União no Amazonas (SPU/AM) traça, agora, metas com representantes dos Executivos Municipais para a implantação definitiva das atividades do Projeto Orla na zona fluvial. Uma oficina a ser realizada entre os dias 4 a 8 de abril marcará o início oficial do Projeto Orla no Amazonas.

Em reunião no final de fevereiro em Iranduba, município a 25 km da capital amazonense, o superintendente da SPU no Amazonas, João Ricardo de Melo e Lima, apresentou o projeto e as metas a serem alcançadas ainda neste ano. Na oportunidade, o superintendente frisou a importância do envolvimento de atores sociais da comunidade, como a colônia dos pescadores, associação dos barqueiros, lideranças municipais, além do Poder Público local, para que haja sucesso nas atividades. "Este projeto vem ao encontro de nossas atuais necessidades. Não se trata apenas de dizer quem pode ou quem não pode usar as margens dos rios e a orla, mas se queremos ou não estas ocupações", disse João Ricardo.

Nesta reunião, foram distribuídos kits do Projeto Orla em áreas de Marinha, contendo o Manual de Gestão e Guias de Implementação e Fundamentação para gestão integrada, material que está em fase de adaptação metodológica para regiões de Rios Federais.


O prefeito de Iranduba, Nonato Lopes, também se mostrou satisfeito com as diretrizes propostas pelo Projeto Orla, ao considerar aspectos como reordenamento das margens dos rios e melhoria na imagem turística da cidade. "Infelizmente ainda temos casos de frigoríficos que jogam resíduos no Rio Solimões, ocupações desordenadas e a falta de um porto. Podemos resolver boa parte destes problemas com o Projeto Orla", salientou.