Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Patrimônio da União > Notícias > Ministro assina portaria de cessão de terreno para ampliar campus da UFF

Notícias

Ministro assina portaria de cessão de terreno para ampliar campus da UFF

publicado:  28/08/2008 14h42, última modificação:  28/05/2015 16h09

Brasília, 28/8/2008 – Em cerimônia realizada no salão nobre do Ministério o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, assinou na quarta-feira, 27, a portaria que cede um terreno de 25 mil m² à Universidade Federal Fluminense (UFF). A solenidade teve a participação do ministro da Educação, Fernando Haddad; do Reitor da UFF, Roberto Salles e da Secretária do Patrimônio da União, Alexandra Reschke, além de outras autoridades.

Durante seu discurso na cerimônia, o ministro Paulo Bernardo afirmou que a cessão do terreno para a ampliação do Campus da UFF reflete o que o atual governo pretende para o País, ao priorizar a educação.

Fernando Hadad, por sua vez, destacou a participação do Planejamento neste feito, afirmando que “não é sempre que encontramos um ministério com uma equipe que abraça a causa da educação, reconhecendo a sua importância para o desenvolvimento do país.

Segundo o reitor da UFF, Roberto Salles, a universidade constatou em pesquisa que 47% dos alunos vêm dos estados próximos. Com o novo campus ao norte, estudantes de Minas Gerais e do Espírito Santo também serão beneficiados.

O terreno cedido fica em Campos de Goytacazes, cidade localizada ao norte do Estado e era pertence à extinta Rede Ferroviária Federal SA (RFFSA). A cessão possibilitará à universidade levar um campus para aquela região, atendendo assim ao projeto de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni).

O pedido do terreno foi feito pelo reitor à Secretaria do Patrimônio da União (SPU) em março deste ano. Agora de posse da área, a universidade já tem recursos destinados ao início da obra, que custará R$ 12 milhões. No novo campus serão criados cinco novos cursos: Economia, História, Produção Cultural, Psicologia e Geografia, com um total previsto de duas mil vagas.