Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Patrimônio da União > Notícias > Guilherme Estrada Rodrigues assumirá Secretaria do Patrimônio da União

Notícias

Guilherme Estrada Rodrigues assumirá Secretaria do Patrimônio da União

Novo titular irá substituir Cassandra Maroni Nunes

publicado:  01/12/2015 21h00, última modificação:  01/12/2015 21h16
Foto: Francisca Maranhão/Ministério do Planejamento

Foto: Francisca Maranhão/Ministério do Planejamento

 
Foi nomeado, em portaria publicada nesta segunda-feira (1°), no Diário Oficial da União, o novo titular da Secretaria de Patrimônio da União (SPU), Guilherme Estrada Rodrigues, que atualmente ocupa o cargo de secretário-executivo adjunto do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP). Estrada substituirá Cassandra Maroni Nunes que assumiu a Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente (MMA).
 
Em encontro com os servidores da SPU, Estrada destacou o papel e as competências do órgão. “A SPU administra um dos maiores ativos do país que serve de suporte para instalação e funcionamento dos órgãos que prestam os serviços públicos ao cidadão e que vem sendo utilizado para alavancar as políticas fundiárias e urbanas do governo federal”, registrou. Estrada considerou ainda que “a partir de 2003, a SPU adotou um papel ativo na gestão do patrimônio e nossa missão é aprofundar este processo” disse.
 
Guilherme Estrada Rodrigues é bacharel em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) com pós-graduação em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). É servidor público concursado da carreira jurídica de procurador federal e foi consultor jurídico no MMA e no MP.
 
Missão Institucional e Competências
 
A missão institucional da SPU é conhecer, zelar e garantir que cada imóvel da União cumpra sua função socioambiental, em harmonia com a função arrecadadora e em apoio aos programas estratégicos para a nação.
 
Entre as competências da SPU estão: administrar o patrimônio imobiliário da União e zelar por sua conservação; promover o controle, fiscalização e manutenção dos imóveis da União utilizados em serviço público; caracterizar o patrimônio público federal e manter seu cadastro; estabelecer as normas de utilização e racionalização dos imóveis da União utilizados em serviço público; formular política de cobrança administrativa e de arrecadação patrimonial, executando, na forma permitida em lei, as ações necessárias à otimização de sua arrecadação; entre outras.