Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Tecnologia da Informação > Notícias > TI do governo é debatida em encontro por gestores federais

Notícias

TI do governo é debatida em encontro por gestores federais

publicado:  16/04/2015 15h20, última modificação:  16/04/2015 15h20

Brasília, 10/12/2010 - Gestores e técnicos da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento (SLTI/MP) e de outras instituições públicas vão debater na próxima segunda-feira, 13, governança e perspectivas do Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática (Sisp), que é formado por mais de 200 órgãos do governo federal. O debate ocorrerá no seminário “A TIC agregando valor à ação governamental, no auditório da Universidade dos Correios, em Brasília.   

Durante o encontro, será lançado um documento com estratégias gerais de Tecnologia da Informação (TI) que deverão ser perseguidas pelo governo federal em 2011. O trabalho traz avaliações sobre a contribuição da SLTI nos últimos dois anos para melhorar a gestão dos órgãos, como os ministérios avançaram nesse tema e um conjunto de indicadores que servirá de referência para alcançar as metas projetadas para o próximo ano. 

Os participantes terão a oportunidade de verificar o que mudou no cenário de TI a partir de 2008 - quando foi lançada a Instrução Normativa nº 4 (regulamentou as contratações dessa área) - e dimensionar as conquistas alcançadas até agora. Vão conhecer ainda produtos desenvolvidos pela SLTI e estudos sobre a institucionalização do Sisp, que levam em conta questões como boas práticas em governança, padronização das contratações e gestão de pessoas.

O evento também é oportuno para discutir as sugestões e críticas enviadas pelos órgãos públicos ao Sisp. “É um momento importante para alinharmos as políticas da SLTI às necessidades das entidades que compõem o sistema, algo que deve ser feito de forma continua, defende a secretária da SLTI, Glória Guimarães. 

A programação prevê outros lançamentos, como o Padrão de Interoperabilidade de Governo Eletrônico (e-Ping ) 2011. Esta ferramenta é um tipo de arquitetura que regulamenta a utilização de TI na Administração, em parceria com a sociedade e os demais poderes e esferas públicas. Entre as novidades dessa nova versão estão o aprimoramento de componentes relacionados a dados abertos (que permitirá a reutilização automática de dados governamentais por soluções desenvolvidas pela sociedade) e a incorporação do Modelo Global de Dados (MGD) com informações estratégicas para o governo federal. 

O Centro de Estudos Internacionais sobre Governo (Cegov), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, também divulgará um livro sobre a institucionalização do Sisp a partir de um levantamento histórico dos normativos de TI na Administração Publica. Outro documento, o Roteiro de Métricas de Software do Sisp, será distribuído como complemento do Manual de Práticas de Contagem de Pontos de Função (CPM). A ideia é tratar a medição de projetos de manutenção nos contratos de prestação de serviços de desenvolvimento e manutenção de software para o governo.

Infovia - Uma ferramenta que vem recebendo a adesão gradativa dos integrantes do Sisp é a Infovia, rede de comunicação de voz, dados e imagens de alta velocidade que permite a integração de todos os órgãos da Administração Federal. Atualmente, só em Brasília, existem 125 pontos de conexão à internet em 90 edifícios. Já a telefonia interliga 25 entidades, com 38 pontos instalados. Este projeto desonera o governo de gastos com empresas telefônicas. “Além da economia, a Infovia traz mais segurança para as informações governamentais que trafegam nas redes, pois estão em circuito fechado, garante.