Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Tecnologia da Informação > Notícias > Sociedade ganha novos softwares públicos

Notícias

Sociedade ganha novos softwares públicos

publicado:  16/04/2015 15h19, última modificação:  16/04/2015 15h19

Soluções foram lançadas no Fórum Internacional de Software Livre

Brasília, 25/6/2009 - Duas soluções livres desenvolvidas pela Caixa Econômica Federal (CEF) e pelo Banco Brasil já estão disponíveis à sociedade no Portal do Software Público Brasileiro (www.softwarepublico.gov.br). O lançamento ocorreu nesta quarta-feira, dia 24 de junho, em Porto Alegre, durante o primeiro dia de atividades do 10° Fórum Internacional de Software Livre (Fisl).

O Portal do Software Público é coordenado pela Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) do Ministério do Planejamento. As soluções disponibilizadas no Portal do Software Público podem ser obtidas por qualquer interessado, mediante cadastramento.

Um dos novos softwares possibilita a transmissão de um streaming de áudio e vídeo pela intranet ou internet, reduzindo custos com reuniões presenciais. O sinal pode ser capturado por até duzentos outros pontos da rede por um único servidor.

O software Minuano foi desenvolvido pela Caixa Econômica Federal para auxiliar a comunicação gerencial da empresa junto às suas agências. Segundo a vice-presidente de Tecnologia da Informação da instituição, Clarice Coppetti, o Minuano é a única solução em software livre desenvolvida para transmissão de áudio e vídeo pela internet e intranet.

“O momento atual é de compartilhamento e o Portal do Software Público é fundamental para a consolidação desse processo colaborativo, salientou Clarice. Ela destacou que o Minuano já é a segunda solução disponibilizada pela Caixa nesse ambiente, o que mostra o amadurecimento da equipe no desenvolvimento de soluções públicas.

O documento para a sua disponibilização foi assinado nesta quarta-feira pela vice-presidente de Tecnologia da Informação da Caixa Econômica Federal e pelo gerente de inovações tecnológicas da SLTI, Corinto Meffe, que representou o secretário Rogério Santanna. A assinatura ocorreu após a solenidade de abertura do 10° Fisl.

O outro software lançado na ocasião é o Apoena, desenvolvido pela Banco do Brasil para facilitar o acesso à informação nos telecentros apoiados pela instituição em todo o país.

A solução produz clippings de notícias e conforme o gerente de divisão do Banco do Brasil, Ulisses de Sousa Penna, funciona como uma agência de notícias pois coleta e processa dados de mais de 300 fontes informativas. O usuário pode definir e filtrar os assuntos de seu interesse bem como encaminhar as notícias por e-mail para outras pessoas cadastradas no sistema.

Abertura do 10° Fisl
A 10ª edição do Fórum Internacional de Software Livre começou nesta quarta-feira, dia 24 de junho, em Porto Alegre. Na solenidade de abertura, realizada às 16h, o coordenador geral do evento, Marcelo Branco, criticou qualquer iniciativa de controlar a internet. “Não queremos a internet controlada, mas com liberdade de criar, modificar e distribuir, salientou.

O fundador do movimento Software Livre e presidente da Free Software Foundation, Richard Stallman, salientou em seu discurso as conquistas da comunidade que há 25 anos luta por esta causa. "Já houve muito progresso desde que iniciamos nossa batalha, porém, ainda há muito o que ser feito", frisou. “Todo o software deve ser livre para que os seus usuários também sejam livres.

Cerca de 700 pessoas participaram da solenidade de abertura do 10° Fisl que contou com de autoridades do governo municipal, estadual e federal. Entre elas o gerente de inovações tecnológicas da SLTI, Corinto Meffe, o presidente da Dataprev, Rodrigo Assumpção, o presidente do Serpro, Marcos Mazzoni, e a vice-presidente de TI da Caixa Econômica Federal, Clarice Coppetti.

Mais de sete mil pessoas se inscreveram para o evento que ocorre até o próximo sábado na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Nesta edição, o evento contará com a presença do presidente Luís Inácio Lula da Silva. A visita será na sexta-feira, 26 de junho, sem horário definido.