Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Tecnologia da Informação > Notícias > SLTI e BID se unem para qualificar a prestação de serviços públicos

Notícias

SLTI e BID se unem para qualificar a prestação de serviços públicos

publicado:  16/04/2015 15h19, última modificação:  16/04/2015 15h19

Brasília, 9/7/2009  - A Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) do Ministério do Planejamento e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) firmaram parceria para qualificar a prestação de serviços públicos por meio da integração de sistemas de informação.

A iniciativa foi anunciada nesta quinta-feira durante o seminário e-Ping: Plataforma de Interoperabilidade para Atendimento ao Cidadão, realizado no auditório do Ministério do Planejamento. O objetivo é aperfeiçoar os Padrões de Interoperabilidade de Governo Eletrônico (e-PING) do Governo Federal.

Implementada em 2004 para permitir um fluxo contínuo de informações entre o governo e a sociedade e oferecer melhores serviços aos cidadãos, a arquitetura e-PING será analisada por quatro consultores do BID. Eles terão seis meses para apresentar uma proposta de aplicação dos padrões e-PING na melhoria da prestação de serviços públicos federais ao cidadão.

A arquitetura e-PING define um conjunto mínimo de premissas, políticas e especificações técnicas que regulamentam a utilização da tecnologia de informação no governo federal e possibilitam que mesmo sistemas de informação com arquiteturas diferentes e desenvolvidos em épocas distintas possam trocar informações em tempo real.

Para o titular da SLTI, Rogério Santanna, a interoperabilidade deve ser uma estratégia na simplificação dos problemas da administração pública:“A dificuldades no redesenho dos processos continuam porque as demandas da Administração Pública são cada mais complexas, observou.
 
O secretário de Gestão do Ministério do Planejamento, Marcelo Viana, lembrou que o presidente Lula celebrou 2009 como o ano da gestão pública. Ele disse que será encaminhado para apreciação do presidente um decreto sobre a simplificação do atendimento público prestado ao cidadão e que institui a Carta de Serviços ao Cidadão, já avaliado pela sociedade em consulta pública.

Também participaram da mesa de abertura do seminário o diretor-presidente do Serpro, Marcos Mazoni, o presidente do Instituto de Tecnologia da Informação, Renato Martini, o diretor de Tecnologia da Informação do Conselho Nacional de Justiça, Declieux Dantas, e o coordenador geral de Informática da Dataprev, Humberto Campedelli.