Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Tecnologia da Informação > Notícias > Reitores esclarecem dúvidas sobre a adesão ao Processo Eletrônico Nacional

Notícias

Reitores esclarecem dúvidas sobre a adesão ao Processo Eletrônico Nacional

Universidades e institutos devem aderir ao Sistema Eletrônico Nacional

publicado:  10/09/2015 11h42, última modificação:  10/09/2015 11h43
O Processo Eletrônico Nacional (PEN) e as ferramentas utilizadas pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP) para tramitação eletrônica de documentos foram apresentadas na manhã desta quarta-feira (9) aos reitores de instituições federais de ensino superior. Em reunião ordinária da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições de Ensino Superior (Andifes), o secretário de Logística e Tecnologia da Informação, Cristiano Heckert, expôs os benefícios da utilização do Sistema Eletrônico Nacional (SEI) para garantir a agilidade e a redução dos custos na tramitação dos processos.
 
A intenção é garantir que universidades e institutos federais de educação, ciência e tecnologia façam a adesão ao novo método, considerado estratégico para modernização da gestão. “O Ministério do Planejamento entra com o suporte técnico e de implantação para os órgãos e instituições que desejem utilizar a tramitação eletrônica”, explicou Heckert. Além gerar uma significativa economia com papel e impressão, a metodologia também acelera os trâmites administrativos das instituições.
 
MEC – O Ministério da Educação (MEC) aderiu ao PEN no último mês. A partir de novembro, o órgão utilizará o SEI para tramitar eletronicamente os seus processos. Inicialmente, a ação deve gerar uma economia de R$ 2,4 milhões anuais.
 
Além do MP e do MEC, os ministérios da Justiça, Comunicações e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) estão entre os órgãos que usam o SEI. Atualmente, 14 órgãos já usam o sistema e 106 estão em processo de adesão e implantação.