Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Tecnologia da Informação > Notícias > Planejamento cria Grupos de Trabalho para inovar softwares públicos

Notícias

Planejamento cria Grupos de Trabalho para inovar softwares públicos

publicado:  16/04/2015 15h20, última modificação:  16/04/2015 15h20

O software i3GEO será o primeiro a ser discutido

Brasília, 19/03/14 -  Propor inovações nos softwares públicos que gerem impactos na gestão dos órgãos federais, estaduais e municipais. Este é o objetivo da criação de Grupos de Trabalho (GTs) para debater as soluções disponíveis no Portal do Software Público Brasileiro (SPB), que é gerenciado pelo Ministério do Planejamento (MP). O primeiro software a ser debatido será o i3GEO.

De acordo com a secretária de Logística e Tecnologia da Informação, Loreni Foresti, a criação dos GTs faz parte de uma mudança conceitual do uso das soluções disponibilizadas no SPB. "Ao trabalhar em conjunto conseguimos atender as necessidades de mais de um órgão e as inovações criadas serão compartilhadas por todos", explica Foresti.


foto: Francisca Maranhão / Divulgação

O foco principal do i3GEO é a disponibilização de dados geográficos e um conjunto de ferramentas de navegação, geração de análises, compartilhamento e geração de mapas sob demanda. Com a sua utilização é possível criar um mapa com todos os postos de saúde de um estado, por exemplo.

Participam desse GT os seguintes órgãos: Ministério da Saúde (MS), Ministério do Meio Ambiente (MMA), Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Instituto Brasília Ambiental (Ibram) e Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (SEMSA).

Um dos desafios apresentados pelos órgãos participantes foi melhorar o uso do sistema por meio da capacitação de usuários, desenvolvedores e também a disseminação dos conceitos e funcionalidades do i3Geo. As ações e iniciativas do grupo para a Administração Pública Federal se concentrarão em formação, infraestrutura e desenvolvimento.

O SPB foi criado em abril de 2007 para compartilhar programas de computador de interesse público. Assim, o governo federal trata as soluções como um bem público, sem licenças que restrinjam seu uso ou o conhecimento pleno de seu funcionamento.