Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Tecnologia da Informação > Notícias > Novo sistema para cadastro de fornecedores será apresentado em videoconferência

Notícias

Novo sistema para cadastro de fornecedores será apresentado em videoconferência

publicado:  16/04/2015 15h20, última modificação:  16/04/2015 15h20

Brasília, 27/1/2010 - Empresários que vendem produtos e serviços à Administração Federal e servidores que trabalham na área de cadastro participam nesta sexta-feira de videoconferência para conhecer o novo Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores (Sicaf), que é usado nos processos de compras governamentais. A ferramenta foi desenvolvida em plataforma web e está hospedada no portal Comprasnet.

A reunião, promovida pela Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento (SLTI/MP), será realizada das 14h às 17h30, no auditório do Serpro, em Brasília, com transmissão para todas as regionais desta empresa. O evento também poderá ser acompanhado pela internet. A ideia é informar os participantes sobre as alterações no sistema após as publicações da Instrução Normativa nº 2/2010 e da Portaria nº 27/2010. Ambas reformulam e estabelecem normas para o funcionamento do novo modelo que deverá ser adotado por todos os órgãos públicos que integram do Sistema de Serviços Gerais (Sisg).

Entre as novidades da nova versão do Sicaf destaca-se a facilidade oferecida aos fornecedores que passarão a informar seus dados pela internet, sem precisar se dirigir a uma unidade cadastradora. “Esse processo, que antes poderia levar até três dias, será concluído em alguns minutos reduzindo, inclusive, o trabalho das unidades federais que realizam licitações regularmente, explica a secretária Glória Guimarães.

Com a mudança, o fornecedor também não precisará mais preencher um formulário em cada órgão. Uma vez inscrito no Sicaf, as informações valerão para todas as instituições do governo, independentemente do local onde tenha feito o cadastro. O novo regulamento estabelece, ainda, que todos os órgãos da Administração Direta, Autárquica e Fundacional devem criar, em 180 dias, a sua própria unidade de cadastramento, até porque a atualização das informações que já estão no sistema será feita pessoalmente pelos fornecedores. Atualmente são 1.620 unidades em todo o país. “Após a primeira renovação, a manutenção cadastral será feita automaticamente, informa.

Para orientar e esclarecer dúvidas desse público, a SLTI produziu um guia prático sobre as mudanças trazidas pela IN e pela portaria. A publicação estará disponível no Comprasnet a partir da próxima semana. Para participar da videoconferência, os servidores interessados devem se inscrever na sede do Serpro das capitais que estarão conectadas ao evento.