Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Tecnologia da Informação > Notícias > Jogo de Acessibilidade é apresentado durante Campus Party Brasil 2014

Notícias

Jogo de Acessibilidade é apresentado durante Campus Party Brasil 2014

publicado:  16/04/2015 15h20, última modificação:  16/04/2015 15h20

Ação tem o objetivo de tornar o aprendizado do tema mais leve e atraente

 

Brasília, 30/01/14 – Ensinar os conceitos de acessibilidade digital de uma maneira simples e lúdica, com lições que vão desde o primeiro contato com o tema até os principais erros cometidos na construção de um portal. Este é o objetivo do Jogo da Acessibilidade, que será apresentado nesta quinta-feira, 30, durante a Campus Party Brasil 2014, em São Paulo. Criado pela equipe do Ministério do Planejamento (MP), o jogo tem o objetivo de facilitar e fixar o aprendizado sobre a ação.

 

De acordo com Fernanda Hoffmann, coordenadora-geral de normas e padrões de Governo Eletrônico da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI/MP), existe a preocupação de apresentar a acessibilidade digital de uma maneira atraente. A dinâmica dura em torno de 30 minutos e segundo a coordenadora-geral, serve também para verificar quais pontos não foram entendidos pelos participantes da formação. “Com o jogo, os treinamentos realizados pela secretaria, em especial com servidores públicos, ficaram mais leves, disse Hoffmann.

 

O jogo demonstra como convencer a chefia e as demais pessoas da equipe a encampar o projeto e mostra erros comuns, como os scripts funcionando apenas com o mouse e o leiaute em tabelas. Além disso, o jogo possui uma casa denominada “Captcha, onde conhecimentos específicos são testados e obrigam o jogador a ficar nelas até a solução do problema, assim como num captcha comum, que não é acessível para pessoas com deficiência visual. Em tempo, o captcha é aquela figura que apresenta uma sequência de números e/ou letras a ser digitada antes de acessarmos determinado conteúdo.

 

A apresentação do jogo durante a Campus Party Brasil 2014 será no salão Arquimedes, às 17h. Os interessados em jogar antes do evento já podem fazer o download do tabuleiro, instruções, cartas e peões na página do Portal de Governo Eletrônico (gov.br). Esta ação é uma parceria da SLTI com o W3C Brasil. “O jogo está em Creative Commons e qualquer pessoa pode baixar, imprimir e jogar, completa Hoffmann.

 

Governos e software livre

 

O MP também vai participar do painel sobre “Governos e software livre - investindo dinheiro público em tecnologias abertas, que tem o objetivo de debater as ações já realizadas e o que pode ser feito para fortalecer o apoio à produção de software livre no Brasil dentro dos governos. O representante do ministério na discussão, que será realizada no sábado, 1º de fevereiro, será o diretor do Departamento de Governança e Sistemas de Informação (DSI), Luis Felipe Coimbra Costa.

 

O diretor também é responsável pela coordenação do Portal do Software Público Brasileiro (SPB). A nova versão do portal está prevista para este ano e contará com novas funcionalidades, várias delas sugeridas pelos próprios usuários. “O desenvolvimento dessa nova geração do SPB acontecerá pelo investimento de recursos públicos na academia, através de um acordo de cooperação do MP junto a Universidade de Brasília (UNB), explica Costa.

 

Confira a programação completa da Campus Party Brasil 2014.