Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Tecnologia da Informação > Notícias > Governo distribui guia livre em espanhol a países latino-americanos

Notícias

Governo distribui guia livre em espanhol a países latino-americanos

publicado:  16/04/2015 15h18, última modificação:  16/04/2015 15h18

Brasília, 10/11/2004 - O secretário de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Rogério Santanna, entrega nesta quinta-feira, dia 11, a Versão Mercosul do Guia Livre, traduzido em espanhol para a comunidade latino-americana de Tecnologia da Informação e Comunicação.

O documento será disponibilizado durante a abertura oficial da Conferência Latino-americana de Software Livre que se encerra no dia 12 de novembro, em Foz do Iguaçu, Paraná. A intenção é compartilhar a experiência brasileira e contribuir para a discussão sobre cooperação no desenvolvimento do Software Livre no âmbito da América Latina.

O evento é uma promoção da Itaipu Binacional, governo do Paraná e Instituto Nacional de Tecnologia da Informação. Conta com representantes da Nicaraguá, Venezuela, Argentina, Paraguai, Uruguai, Bolívia e Chile. A conferência deve servir como ponto de partida para integração latino-americana e para o aprofundamento de relações concretas necessárias à consolidação do Software Livre.

A Versão Mercosul tem como base as referências para auxiliar nos processos de migração para Software Livre do Governo Federal, seguindo as orientações da arquitetura e-PING Padrões de Interoperabilidade de Governo Eletrônico. Esta versão foi consolidada pela Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) do Ministério do Planejamento, com a participação da sociedade civil.

Da SLTI também participa do evento o diretor do Departamento de Serviço de Rede, Rogério Xavier, que vai apresentar palestra sobre modelos de interoperabilidade: e-ping. O gerente de projetos do Departamento de Integração de Sistemas de Informação da Secretaria, Corinto Meffe, vai falar sobre o tema A maturidade do Software Livre - Guia de migração.

Vantagens
Ao contrário do software proprietário, o software livre permite que qualquer programador acesse as configurações do sistema. Não há pagamento de royalties pelo uso, enquanto empresas fabricantes de software proprietário cobram uma taxa anual de licenciamento. No software livre, modificações ou desenvolvimentos do programa podem ser feitos por qualquer profissional, sem exclusividades para a empresa que o comercializa.