Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Tecnologia da Informação > Notícias > Evento discute desafios da TI do governo federal

Notícias

Evento discute desafios da TI do governo federal

publicado:  16/04/2015 15h20, última modificação:  16/04/2015 15h20

Seminário reúne representantes de órgãos públicos

Brasília, 19/11/2013 - Como utilizar os recursos de tecnologia da informação para melhorar o serviço prestado ao cidadão. Esse foi o tema das discussões ocorridas na manhã desta terça-feira (19), durante o 9º Seminário Anual do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação (SISP).

Instituído em janeiro de 1994, o sistema organiza a operação, controle, supervisão e coordenação dos recursos de informação e informática da administração direta, autárquica e fundacional do Poder Executivo Federal, empresas públicas e sociedades de economia mista.

Durante o seminário, gestores e servidores ligados à tecnologia da informação, conheceram as diretrizes, compromissos e desafios da área, considerada estratégica pelo governo federal. “Essa área é estratégica porque a qualidade das soluções que conseguimos a cada dia gera economia e possibilita tecnologicamente que inúmeras políticas sejam implementadas, esclareceu a secretária adjunta de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Nazaré Lopes Bretas.

DESAFIOS

A falta de recursos humanos, de compartilhamento de práticas e avanços entre os órgãos públicos e a necessidade de uma interlocução mais próxima do cidadão foram colocadas como  grandes desafios para o governo. “Tivemos inclusive a sensibilidade política de mandar para o Congresso um Projeto de Lei que dobra o número de cargos de analista de tecnologia da informação em órgãos do Executivo, explicou Eva Chiavon, secretária executiva do Ministério do Planejamento, durante a abertura do seminário.

A falta de pessoal capacitado também foi lembrada, durante o primeiro painel do evento, pelo representante da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro), Freud Oliveira. “Sabemos que há um déficit de 100 mil pessoas no mercado e a demanda cresce a cada dia. Acredito que uma iniciativa como o Mais Médicos voltada para a área de tecnologia da informação poderia vir a ser uma alternativa, sugeriu Oliveira referindo-se a uma possível contratação de profissionais estrangeiros.

O Seminário Anual do SISP segue discutindo alternativas para a tecnologia da informação até a próxima quarta-feira, 20, nas dependências da Escola de Administração Fazendária (Esaf), em Brasília. O evento reúne profissionais ligados às áreas de tecnologia e de informações dos órgãos da Administração Federal e órgãos e entidades convidadas.