Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Tecnologia da Informação > Notícias > Encontro debate acessibilidade no governo federal

Notícias

Encontro debate acessibilidade no governo federal

publicado:  16/04/2015 15h20, última modificação:  16/04/2015 15h20

Inscrições abertas até 12 de setembro

As inscrições para o encontro "Governo Eletrônico: Facilitando a vida do Cidadão e do Servidor" estão abertas até 12 de setembro. Os interessados devem acessar o portal de Governo Eletrônico (gov.br) e preencher o formulário eletrônico. A iniciativa, promovida pelo Ministério do Planejamento (MP), será realizada no dia 19 de setembro, no auditório do térreo do bloco K da Esplanada dos Ministérios, em Brasília, a partir das 9h.

A programação conta com apresentação sobre o uso e a aplicação da barra de Identidade Visual do Governo Federal, palestra sobre acessibilidade e divulgação de experiências de sucesso e a disponibilização dos cursos de acessibilidade para conteudista e desenvolvedor. "O foco principal do evento é o lançamento oficial da versão 3.1 do Modelo de Acessibilidade de Governo Eletrônico (eMAG) e também comemorar o dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, que é 21 de setembro", afirmou Loreni Foresti, secretária de Logística e Tecnologia da Informação do MP.

Dados do último censo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, apontam que existem 45,6 milhões de brasileiros com alguma deficiência, o que representa 23,9% da população. "O computador e a internet representam um enorme passo para a inclusão de pessoas com deficiência, promovendo autonomia e independência", disse Foresti.

eMAG

Entre as novidades da nova versão 3.1 do eMAG estão o capítulo "O processo para desenvolver um sítio acessível", o uso do HTML5 e as diversas melhorias no conteúdo do texto para deixá-lo mais compreensível para os servidores públicos que atuam na construção de portais. O documento foi elaborado numa parceria da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) com os Institutos Federais de Educação, dentro do Projeto de Acessibilidade Virtual.

O uso do modelo é obrigatório na construção e desenvolvimento dos portais dos órgãos pertencentes ao Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação, o Sisp. Atualmente, o sistema é composto por cerca de 220 entidades.