Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Tecnologia da Informação > Notícias > Consegi reúne lideranças de TI e autoridades políticas em Brasília

Notícias

Consegi reúne lideranças de TI e autoridades políticas em Brasília

publicado:  16/04/2015 18h19, última modificação:  16/04/2015 18h19

Brasília, 27/8/2008 - Ministros, deputados federais, senadores e diversas autoridades e lideranças da área de Tecnologia do Governo Federal abriram nesta quarta-feira,  dia 27 de agosto, o Congresso Internacional Sociedade e Governo Eletrônico – Consegi 2008. O Congresso ocorre no Centro de Eventos e Treinamento da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio – (CNTC), em Brasília.

Promovido pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) em parceria com a Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI), a abertura do evento contou com cerca de 800 participantes entre representantes das três esferas de governo (municipal, estadual e federal), comunidade acadêmica, profissionais de informática e representantes da sociedade civil organizada.

Na solenidade de abertura, o  secretário de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do  Planejamento, Rogério Santanna, deu às boas-vindas aos presentes e enfatizou que o conhecimento é a maior riqueza para o desenvolvimento das nações e dos cidadãos. Ele afirmou que a sociedade atual está baseada em sistemas de informação. Essa realidade, na sua opinião,  requer  códigos abertos e livres para que a sociedade seja cada vez mais democrática e transparente. 

“O conhecimento é talvez a mais poderosa riqueza que dispomos nos dias atuais e grande parte dessas informações estão em códigos de softwares, justificou. Ele lembrou que o Portal do Software Público Brasileiro  (www.softwarepublico.gov.br) conta hoje com uma comunidade de mais de vinte mil participantes e que essa iniciativa está democratizando o conhecimento produzido pelo governo junto à sociedade.

Santanna frisou que o Consegi é um momento importante para refletir sobre como compartilhar o  conhecimento não apenas entre as instituições brasileiras, mas também entre os países.  O evento conta com a participação de representantes dos governos da Argentina, Equador, Paraguai, Uruguai, Venezuela, África do Sul, Cuba, São Tomé e Princípe, Estados Unidos, Índia e Chile.

O ministro da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, disse que o Consegi chega num momento propício para se discutir resultados de iniciativas de políticas públicas e que as Tecnologias da Informação são um elemento transformador dos costumes da sociedade.

Ele também salientou que o Brasil possui hoje uma política de Governo Eletrônico cujas ações podem ser compartilhadas com outros países. Segundo Rezende, o Brasil tem  avanços concretos na área de inclusão digital e citou, entre outros exemplos, o Programa Banda Larga nas Escolas que vai levar essa tecnologia a todos os alunos das escolas públicas do ensino fundamental e médio situadas na área urbana das cinco regiões do Brasil  até o final de 2010.

A restrição no uso das tecnologias é um obstáculo ao desenvolvimento para o ministro das Relações Exteriores em Exercício, Samuel Pinheiro Guimarães, “As tecnologias da informação são o principal instrumento desse processo porque impactam em todos os mercados e setores da sociedade.

O ministro chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Luiz Dulci, disse que as Tecnologias da Informação e Comunicação podem contribuir fortemente para a participação cidadã e que o desafio da democracia é evitar que as pessoas se afastem de suas responsabilidades civis e políticas. “Com 180 milhões de habitantes no Brasil, não podemos apostar apenas na participação direta dos cidadãos,  justificou.

Já a presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Tereza Cruvinel, ressaltou a importância do Consegi porque, na sua opinião, somente com o uso intenso das Tecnologias da Informação e Comunicação será possível implantar canais de comunicação mais pluralistas e democráticos.

A vice-presidente de Tecnologia da Informação da Caixa Econômica Federal, Clarice Coppetti, afirmou ainda que o evento propicia a união de um time que acredita no poder da tecnologia e espera: "Esperamos ao longo dos três dias, sair daqui com resultados para compartilharmos na área de TI do governo brasileiro quanto na de outros países.

Também participaram da mesa de abertura do Consegi 2008 o diretor-presidente do Serpro, Marcos Mazoni, do representante do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Antônio Prado, do assessor especial da Presidência da República em Brasília, César Alvarez, do deputado federal Paulo Roberto e do senador  Cícero Lucena

A solenidade de abertura também foi marcada pela assinatura do Protocolo Open Document Format – ODF Brasília – e pela  apresentação do Toré, ritual que envolve dança e canto, realizada dos Índios Online, ponto de cultura da tribo indígena Kariri-Xocó.

Programação

Durante os três dias do congresso, os participantes irão debater temas relacionados à política de tecnologia da informação e comunicação, como a adoção e o estímulo ao uso e difusão de software livre para a apropriação do conhecimento e da tecnologia. Em síntese, a idéia é dar visibilidade às ações de governo no setor e promover um ambiente favorável para a troca de experiências e informações.

O Consegi 2008 preparou diversas atividades como palestras, painéis e oficinas e  rodadas de compartilhamento. A iniciativa destaca três temas centrais: Políticas da Informação e Comunicação, Governo Eletrônico e Inclusão Digital. O Congresso conta com transmissão transmitido ao vivo pela web através da tecnologia streaming, que é mais leve e rápida para download e execução de vídeo.

Confira a programação completa do Consegi em www.consegi.gov.br