Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Tecnologia da Informação > Notícias > Comunidade Civil é convidada a reformular site governamental

Notícias

Comunidade Civil é convidada a reformular site governamental

publicado:  16/04/2015 15h20, última modificação:  16/04/2015 15h20

Sociedade poderá enviar sugestões e colaborações para construção do novo Portal do Software Público Brasileiro

Brasília, 20/2/2013 – O Portal do Software Público Brasileiro (SPB), criado para compartilhar softwares de interesse público, será reformulado. Até o dia 12 de março, a comunidade civil poderá enviar pela internet colaborações para o desenvolvimento do novo portal. No SPB estão disponíveis soluções para gestão de transporte público, administração de escolas, sistema on-line de vacinações, entre outros.

O convite à população foi lançado por meio de carta-aberta, publicada no portal na última segunda-feira (18). O objetivo é abrir espaço para que todas as partes que usem a ferramenta possam colaborar, expressando suas necessidades e dificuldades de navegar pelo portal, contribuindo para torna-lo mais atrativo, interativo e eficaz.

SPB

Criado em abril de 2007, o portal do Software Público Brasileiro compartilha programas de computador de interesse público. “Tratamos esses softwares como um bem público, sem licenças que restrinjam seu uso ou o conhecimento pleno de seu funcionamento, explica Corinto Meffe, diretor do Departamento de Serviços de Informação do Ministério do Planejamento. Hoje, o SPB conta com mais de 170 mil usuários cadastrados, cerca de 500 prestadores de serviços e 67 soluções ofertadas por empresas, órgãos de governo, universidades e pessoas físicas.

O incentivo à participação da sociedade civil é uma diretriz da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação. A prática de consultar a população e pedir sugestões também foi utilizada na construção do Portal Brasileiro de Dados Abertos. Por meio de videoconferências, pessoas de todo o Brasil puderam participar. A intenção é que a experiência se repita com relação ao SPB.

Leia a integra da carta-aberta a população.