Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Tecnologia da Informação > Notícias > Compras de TI movimentam R$ 5 bi

Notícias

Compras de TI movimentam R$ 5 bi

publicado:  16/04/2015 15h20, última modificação:  16/04/2015 15h20

Segmento teve crescimento de 153% em cinco anos

 

Brasília, 8/2/1013 -  Em 2012, as compras e serviços de tecnologia da informação contratados pelo governo federal movimentaram R$ 5,84 bilhões. Juntos, os ministérios da Educação, da Fazenda e da Defesa respondem por 78% desse total, com investimentos de R$ 1,7 bilhão, R$ 379 milhões e R$ 260,6 milhões, respectivamente. Os números são do balanço de compras do governo federal, feito com dados do Portal Comprasnet, sítio gerenciado pelo Ministério do Planejamento que congrega todas as compras feitas por órgãos da administração direta, autárquica e funcional.

De 2007 a 2011, os gastos do governo federal com TI variaram entre R$ 2,3 bilhões e R$ 4,8 bilhões. Se comparados os números de 2007 e 2012, constata-se que as aquisições cresceram 153% no período, pulando de R$ 2,3 bilhões para R$ 5,84 bilhões. “Só para a compra de tablets educacionais, o Ministério da Educação movimentou R$ 333 milhões por meio do Programa Nacional de Tecnologia Educacional (ProInfo). São equipamentos de tecnologia da informação que podem impactar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), destacou Delfino Natal de Souza, secretário de logística e tecnologia da informação do Ministério do Planejamento.

Sem surpresas, os computadores foram os itens de TI mais comprados pelo governo federal em 2012, movimentando um total de R$ 662,4 milhões. Os números do balanço também demonstram a compra de tablets, impressoras, microcomputadores e servidores de rede. Já no que se refere aos serviços de TI contratados pelo governo, o maior gasto, envolvendo um total de 105,6 milhões, foi com desenvolvimento de softwares.

Dispensa de Licitação - Dos R$ 5,84 bilhões gastos em compras de TI, R$ 2,97 bilhões foram realizados por meio de processos licitatórios, enquanto R$ 2,87 bilhões ocorreram por dispensa/inexigibilidade de licitação. Cerca de 90% dos serviços de TI contratados com dispensa de licitação foram feitos com a Empresa de Tecnologia e Informações do Ministério da Previdência Social (Datraprev) e o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), conforme regulamenta a Lei nº 8.666/93.