Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Tecnologia da Informação > Notícias > Bernardo abre Conferência Latino-Americana de Software Livre

Notícias

Bernardo abre Conferência Latino-Americana de Software Livre

publicado:  16/04/2015 15h19, última modificação:  16/04/2015 15h19

Brasília, 22/10/2009 - O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, e o secretário de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI), Rogério Santanna, participam na noite desta quinta-feira da mesa de abertura da VI Conferência Latino-Americana de Software Livre.

A Latinoware 2009 será realizado em Foz do Iguaçu (PR) até o próximo sábado e reunirá cerca de quatro mil participantes, entre usuários, pesquisadores, profissionais, professores e acadêmicos que utilizam ou desenvolvem sistemas baseados na tecnologia livre.

Segundo a organização do evento, serão promovidos 184 palestras, mesas-redondas, workshops e minicursos sobre temas ligados à tecnologia da informação. Personalidades de mais de dez países estarão presentes nas atividades.

Entre as atividades da conferência, estão palestras sobre o ambiente 4 CMBR - Comunidade, Conhecimento, Colaboração e Compartilhamento dos Municípios Brasileiros. Vinculado ao Portal do Software Público Brasileiro (www.softwarepublico.gov.br), esse espaço reúne soluções de Tecnologia da Informação voltadas à melhoria da gestão municipal e, conseqüentemente, do atendimento à população.

O 4CMBr dispõe de diversos programas para administração pública que podem ser copiados e adaptados para os municípios, reduzindo custos na aquisição de soluções informatizadas. O ambiente foi desenvolvido na plataforma web 2.0, a internet das redes sociais, e sua coordenação é gerenciada com a participação de profissionais das áreas acadêmica e técnica.

Na ocasião também será realizado o 1° Encontro do Software Público Internacional, que conta com a participação de representantes de governos de 13 países da América Latina e Caribe. O Paraguai será o primeiro país do continente a adotar o modelo de software público desenvolvido pelo Governo Brasileiro. O encontro será coordenado pela SLTI com o apoio da organização da Latinoware.

Para o ministro Paulo Bernardo, o software deve ser tratado como bem público porque quanto mais é utilizado, melhor ele fica. “O software livre gera emprego e renda em diferentes regiões do país, destacou o ministro.

Ele lembrou que sem investir recursos financeiros vultosos, o Governo Federal trilha  passos importantes para atuar na web 2.0. Essa é a modalidade que envolve as tecnologias de colaboração em rede.