Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Programa de Aceleração do Crescimento - PAC > Notícias > Água começou a ser bombeada no Eixo Norte do Projeto de Integração do rio São Francisco

Notícias

Água começou a ser bombeada no Eixo Norte do Projeto de Integração do rio São Francisco

Testes começaram na última sexta e água percorreu 9 quilômetros

publicado:  11/08/2015 17h17, última modificação:  11/08/2015 17h17

A água já começou a ser bombeada pelo Eixo Norte do Projeto de Integração do São Francisco (PISF). Neste braço do projeto, mais especificamente no município de Cabrobó (PE), foram iniciados na última sexta-feira (07) os testes de comissionamento dos equipamentos hidromecânicos de sua primeira Estação de Bombeamento.

 

De acordo com o Ministério da Integração Nacional, durante os testes, a água percorreu nove quilômetros e chegou até o reservatório de Tucutú, o primeiro do eixo. Além das motobombas, também estão sendo testados os sistemas elétricos e de telecomunicações, válvulas, instrumentos de supervisão, painéis e motores, além da verificação do fornecimento de energia elétrica em alta tensão, composto pelas subestações de energia e linhas de transmissão.

Em outubro do ano passado, os testes começaram em uma Estação de Bombeamento do Eixo do Leste do PISF localizada no município de Floresta (PE).

Veja fotos das obras do PISF.

A primeira Estação de Bombeamento do Eixo Norte possui dois conjuntos de motobombas instalados com capacidade de elevar água a 36 metros de altura, o que pode ser comparado a um edifício de 12 andares. A vazão das duas bombas é de 24,8 m³/segundo. Cada equipamento pesa cerca de 100 toneladas. As duas bombas, em pleno funcionamento, farão com que a água do São Francisco percorra 45 quilômetros, até a barragem de Terra Nova, passando por quatro aquedutos e o reservatório de Tucutú.

Estações de Bombeamento

As Estações de Bombeamentos são estruturas responsáveis por elevar a água de um terreno mais baixo para um mais alto. O Projeto de Integração do Rio São Francisco possui três estações no Eixo Norte e seis no Eixo Leste. Ao todo, as estruturas do Eixo Norte vão elevar a água em 181 metros acima do nível do rio São Francisco - altura que pode ser comparada a um prédio de 58 andares. No Eixo Leste, serão cerca de 300 metros - do nível médio do reservatório Itaparica até o ponto mais alto do canal - altura que pode ser comparada a um edifício de 100 andares.

O PISF

Os dois eixos do PISF têm 477 quilômetros de extensão, sendo 260 quilômetros no Eixo Norte e 217 no Eixo Leste. A obra está com um total de 76,7% de execução, com previsão de chegar a 78% em agosto.

Confira como foi a visita dos mochileiros do PAC até a obra:

Com informações do Ministério da Integração Nacional