Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Gestão > Programas e Projetos de Gestão > Apoio à Adm. Pública no Brasil-Brasil/Reino Unido

Apoio à Adm. Pública no Brasil-Brasil/Reino Unido

publicado:  16/04/2015 16h46, última modificação:  26/06/2015 20h42


Cooperação Reino Unido – Brasil (2012-2013)
Projeto “Apoio à Administração Pública no Brasil

O projeto “Apoio à Administração Pública no Brasil é uma iniciativa de cooperação entre o Brasil e o Reino Unido com a finalidade de apoiar e promover a modernização da Gestão Pública do Governo Brasileiro a partir do apoio à efetiva implantação do Escritório de Projetos Especiais para a Modernização da Gestão no Brasil (ESPRO) – atualmente Assessoria Especial para Modernização da Gestão (ASEGE), do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG). O projeto é financiado com recursos do Prosperity Fund, o Fundo de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores do Reino Unido (FCO), e é coordenado conjuntamente pela Secretaria de Gestão Pública – SEGEP do MPOG e a Embaixada do Reino Unido.

O Prosperity Fund dispõe de recursos para a promoção do crescimento sustentável e a melhoria do bem-estar em diversos temas, apoiando, no mínimo, uma das três áreas principais: mudança climática, energia e reforma econômica. Esse fundo opera em 14 países prioritários, sendo o Brasil um deles (incluído na lista do Comitê de Assistência ao Desenvolvimento da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico – OECD/DAC). No caso do MPOG, o projeto apoiado é na área de reforma econômica. 

O Reino Unido é referência internacional em gestão pública e em escritórios de projetos. Uma vez que a formatação de um escritório de projetos especiais no Brasil é uma iniciativa inovadora e que o Reino Unido possui tal competência instalada, a cooperação adquire fundamental importância. O projeto “Apoio à Administração Pública no Brasil, encerrado em março de 2013, teve como objetivo principal apoiar o Brasil na implementação de instrumentos para melhorar a administração e a eficiência no serviço e gastos públicos, com o funcionamento do Escritório de Projetos Especiais de Modernização da Gestão criado na recente estrutura organizacional da SEGEP. Foram realizados estudos sobre as “melhores práticas de escritórios de projetos públicos e privados no Reino Unido e de metodologias de benchmarking e de oportunidade e risco.


1. Gestão de Portfólio de Projetos Estratégicos

Produto I – Relatório inicial e plano de trabalho.

Produto II – Estudo de metodologias de gestão de portfólio de projetos, experiências de sucesso do Reino Unido e proposta de aplicabilidade no serviço público brasileiro.

Produto III – Relatório final e recomendações.


2. Gestão de Risco-Oportunidade

Produto I– Plano de trabalho.

Produto II – Estudo preliminar comparativo sobre o referencial de excelência da gestão pública e o gerenciamento de riscos, de forma a evidenciar a sua afinidade com os critérios de excelência.

Produto III – Projeto de realização de três oficinas e palestra final.

Produto IV– Execução de três oficinas e relatório consolidado das percepções, metodologia e resultados delas decorrentes.

Produto V – Apresentação preliminar do Guia de orientação de gerenciamento de riscos, para a Administração Pública, com as ferramentas e técnicas aplicadas, em apêndices.

Produto VI – Referencial de Excelência da Gestão Pública revisado, com as incorporações de requisitos de gerenciamento de riscos em destaque.

Produto VII – Guia de orientação para gerenciamento de riscos, Versão 1.0 (final).


3. Benchmarking Colaborativo (internacional)

Produto I – Levantamento bibliográfico

Produto II – Versão preliminar do relatório sobre benchmarking colaborativo no Reino Unido

Produto III – Versão final do relatório sobre benchmarking colaborativo no Reino Unido

Produto IV – Apresentação I

Produto V – Apresentação II

Produto VI – Apresentação III


4. Benchmarking Colaborativo (nacional)

Produto I - Proposta metodológica e cronograma preliminar de execução.

Produto II - Relatório contendo a avaliação do resultado da capacitação feita com a equipe do estudo.

Produto III - Relatório analítico contendo: a) relato do estudo de benchmarking colaborativo, contemplando as melhores práticas identificadas e análise dos problemas e dificuldades decorridas na execução do projeto; b) identificação dos aprendizados e das diretrizes necessárias para solução dos problemas ocorridos.

Produto IV – Relatório com orientações para definição de planos de melhorias.

Produto V - Relatório Final com a aprovação da metodologia de benchmarking colaborativo.