Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Gestão > Notícias > Saiu resultado do concurso para Infra-Estrutura

Notícias

Saiu resultado do concurso para Infra-Estrutura

publicado:  07/04/2015 15h23, última modificação:  07/04/2015 15h23

Brasília, 2/7/2008 – O Diário Oficial da União divulgou nesta quarta-feira, 2, na página 252 da 3ª Seção, a relação dos aprovados no concurso para Infra-Estrutura. Com a apresentação dos resultados finais, o concurso está definitivamente homologado pelo Ministério do Planejamento, levando-se em conta a data de hoje.

As 600 vagas que foram objeto do concurso destinam-se aos cargos de analista de Infra-Estrutura (516) e especialista de Infra-Estrutura Sênior (84). A nova força de trabalho especializada, composta por engenheiros, arquitetos e geólogos, será um reforço à profissionalização do serviço público, tendo como prioridade consolidar as obras do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) em andamento no país.

Os novos servidores deverão atuar nos ministérios das Cidades, Minas e Energia, Transportes, Comunicações, Integração Nacional, Meio Ambiente, Saúde, e Planejamento. Os cargos serão distribuídos, em sua maioria, para Brasília (DF), mas também para os estados de Goiás, Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo e Tocantins.

De acordo com o Edital nº 12, de 1º de julho de 2008, os candidatos aprovados serão lotados nos órgãos e entidades relacionados no anexo I do documento, dentro da ordem de classificação no concurso.  Mas há, no anexo II, um termo de opção de lotação para o caso de escolha de outro local para exercício do cargo.

Para protocolar a alternativa solicitada, o candidato aprovado deverá encaminhar o termo por Sedex ou carta registrada com aviso de recebimento para o Ministério do Planejamento até o dia 7 de julho, próxima segunda-feira, impreterivelmente. Aquele que não preencher o Termo de Opção terá seu exercício definido a critério da Administração, observada a disponibilidade de vagas.