Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Gestão > Notícias > Brasil sediará congresso internacional sobre gestão pública em 2009

Notícias

Brasil sediará congresso internacional sobre gestão pública em 2009

publicado:  07/04/2015 15h23, última modificação:  07/04/2015 15h23

 

Brasília, 4/11/2008 - No próximo ano, o Brasil será o país-sede do 14º Congresso Internacional sobre Reforma do Estado e da Administração Pública, promovido pelo Centro Latino-americano para o Desenvolvimento - CLAD. O CLAD é  um dos encontros internacionais mais importantes sobre a temática da gestão pública, reunindo países da América Latina e Caribe, além de Portugal, Espanha e diversos organismos multilaterais. A candidatura do Brasil para sediar o evento foi aprovada nesta terça-feira (4) em Buenos Aires, Argentina, onde se realiza. de 4 a 7, a 13ª edição do CLAD.

A proposta brasileira foi levada pelo secretário de Gestão do Ministério do Planejamento, Marcelo Moraes, em nome do ministro Paulo Bernardo, e aprovada por aclamação durante a 38ª Reunião do Conselho Diretivo do CLAD, realizada na manhã de hoje na Casa Rosada, sede do governo argentino.

O próximo encontro do CLAD será realizado em Salvador, Bahia, em outubro de 2009. A indicação do Brasil para local dos debates conta com o apoio integral dos representantes do Conselho Nacional de Secretários de Administração - CONSAD e atende aos compromissos da Carta de Brasília, firmada pelo Ministério do Planejamento e CONSAD, para a melhoria da gestão no País.

A finalidade do CLAD é a troca de experiências de inovação e debates sobre os principais desafios da gestão pública nos cenários econômico, político e social reúne profissionais do setor público, acadêmicos, especialistas e representantes de instituições financeiras, como o Banco Mundial e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

O Congresso Internacional é a principal atividade técnica e acadêmica anual do CLAD. A primeira edição ocorreu no Rio de Janeiro, em 1996, e consagrou o formato atual.  A 13ª edição, em Buenos Aires, reúne ministros e secretários de Estado, consultores, pesquisadores e servidores públicos em sua maioria latino-americanos, público estimado de 1.800 pessoas. Os temas de 2008 do CLAD abrangem práticas inovadoras sobre gestão pública voltada para resultados, estratégias e reformas político-institucionais para incrementar a capacidade democrática dos governos, emprego público e profissionalização do setor público, e universalização da cidadania digital por meio do governo eletrônico, entre outros assuntos.

O evento brasileiro do CLAD em Salvador, além de aprofundar os debates nestes temas, tem uma expectativa de público de 2.500 pessoas.