Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Gestão > Inovação > Notícias > Representantes do MS visitam Central de Compras do governo federal

Notícias

Representantes do MS visitam Central de Compras do governo federal

Técnicos vieram conhecer sistema que melhora o gasto público

publicado:  17/08/2015 17h35, última modificação:  17/08/2015 17h58
Foto: Francisca Maranhão/ Ascom MP

Foto: Francisca Maranhão/ Ascom MP

Uma comitiva do governo do Mato Grosso do Sul visitou, nesta segunda-feira (17), a Central de Compras do Governo Federal, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP). Durante a visita, a equipe composta por quatro servidores da Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização (SAD) conheceu a estrutura de funcionamento da Assessoria Especial de Modernização da Gestão (Asege), a Central de Compras e o Comprasnet, o portal de compras e contratações públicas do governo federal.

O secretário especial da SAD, Silvano Luiz Rech, acredita que a Central de Compras ajuda a otimizar recursos e melhorar a qualidade do gasto público. “Se você tiver um sistema otimizado, você vai ter poder de barganha, poder de negociação e você vai conseguir fazer, dentro do que o mercado pode te oferecer, a melhor compra”, afirmou.

A assessora de Gestão Estratégica e Desburocratização do governo do mato-grossense-do-sul, Hosilene Lubacheski, explica que as compras governamentais são a segunda maior despesa do estado, sendo, portanto, uma área estratégia para a gestão. “A gente precisa ter esse olhar de qualidade e eficiência para as compras, para reduzir custos e não perder a qualidade. Estamos buscando informações para otimizar esse processo”, disse.

Para a diretora da Central de Compras do MP, Virgínia Bracarense, a troca de experiências entre os órgãos faz com que os esforços na busca de soluções sejam reduzidos. “Independentemente de ser estado, município ou órgão da administração direta federal, a gente lida com os mesmos assuntos e que sofre com as mesmas dificuldades e os mesmos problemas. Com essas trocas, a gente minimiza esforços”, avaliou

Além do Mato Grosso do Sul, representantes do governo de Minas Gerais também já vieram à sede da Central de Compras, em Brasília, conhecer a estrutura e o seu funcionamento.