Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Empresas Estatais > Notícias > Planejamento lança o 5º Prêmio Dest Monografias – Empresas Estatais

Notícias

Planejamento lança o 5º Prêmio Dest Monografias – Empresas Estatais

publicado:  17/06/2009 10h25, última modificação:  13/07/2015 17h04

Brasília, 17/6/2009 - O diretor do Departamento de Coordenação e Controle das Empresas Estatais (Dest), Murilo Barella, informou hoje, durante a solenidade de entrega do 4º Premio Dest/MP de Monografias, que o concurso vai mudar para o próximo ano. Não haverá mais uma premiação única, e sim duas categorias separadas, para graduados e graduandos.

“Será exigido um pouco mais de complexidade, explicou ele a respeito do 5º Prêmio. “Esse concurso foi criado em 2005 como uma proposta de reflexão sobre o Estado, sobre o papel das empresas estatais para a sociedade, que é importantíssimo. Num momento como o atual, em que as relações estão ficando mais complexas e as estatais estão numa situação limite entre Estado e economia, vamos tentar uma abordagem buscando seguir isso. 

As inscrições para o 5º Prêmio Dest Monografias – Empresas Estatais já estão abertas. De acordo com o novo regulamento, os trabalhos serão recebidos até 1º de dezembro. Há um período de pré-inscrição que vai até o dia 31 de outubro de 2009, e que consiste no preenchimento do formulário disponível na página do Ministério na internet (www.planejamento.gov.br/estatais/premiodest).

Na categoria profissionais, poderão concorrer candidatos que tenham, no mínimo, diploma de graduação. A premiação é de R$ 15 mil para o 1º colocado; R$ 10 mil para o 2º; e R$ 5 mil para o 3º colocado. Na categoria universitários, destinada a candidatos que estejam matriculados em instituições de Ensino Superior, os valores são: R$ 5 mil para o 1º colocado; R$ 3 mil para o 2º; e R$ 1 mil para o terceiro colocado.

PREMIAÇÃO

O vencedor da quarta edição foi Anderson Júnio Leal Moraes, que na manhã de hoje recebeu a premiação das mãos do ministro do Planejamento, Paulo Bernardo. Funcionário de carreira no Serpro, Anderson apresentou o trabalho “A atividade da empresa estatal como baliza de delimitação de seu regime jurídico. Ele é posgraduado em Direito Público e fez jus a um prêmio de R$ 20 mil em dinheiro.

Em segundo lugar, ficou a monografia “Sustentabilidade e responsabilidade social no setor elétrico brasileiro: os novos desafios. Sua autora é Lisangela Gnocchi da Costa Reis, servidora de Furnas, engenheira química com MBA em Políticas Públicas. Ela recebeu o prêmio de R$ 10 mil das mãos do secretário-executivo do Ministério do Planejamento, João Bernardo Bringel.

O terceiro colocado, André Luiz Carvalhal, recebeu do diretor do Dest, Murilo Barella, o prêmio no valor de R$ 5 mil. Ele é funcionário do BNDES, graduado em Engenharia e com posdoutourado em Finanças.

Márcia Carla Pereira Ribeiro, doutora em Direito, recebeu da diretora da Enap, Helena Kerr, menção honrosa pelo trabalho “Por um estatuto jurídico para as sociedades estatais que atuam no mercado, feito em parceria com Rosângela do Socorro Alves.

Também foi concedida menção honrosa ao trabalho “O papel do BNDES: críticas ao crédito e ao FAT, do estudante Bento Antunes Andrade Maia , mestrando em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, que não pôde comparecer à solenidade.